Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Sementes de Violência abre ciclo de cinema da Feira do Livro inspirado na revolta
10-09-2018
O filme "Sementes de violência / Blackboard jungle" (1955), de Richard Brooks, abre nesta terça-feira o ciclo de cinema "Sejamos realistas, exijamos o impossível - (Alguns) gritos de rebelião no cinema", integrado na programação da Feira do Livro do Porto que está a decorrer desde a passada sexta-feira nos Jardins do Palácio de Cristal.

A Feira do Livro deste ano propõe um ciclo de cinema que recorre ao ideário da contestação através da Cultura e da música, nos 50 anos do Maio de 60, da qual se tornou símbolo José Mário Branco, figura homenageada nesta edição.

Programado por António Costa (Medeia Filmes) e Guilherme Blanc (Câmara do Porto), este ciclo tem como objetivo fundamental mostrar a representação cinematográfica como síntese da expressão da "revolta contra a sociedade e a autoridade".

"Sementes de Violência" é apresentado por Mamadou Ba no Auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett, às 19 horas, e a entrada é livre, embora limitada à lotação do espaço.

Deste ciclo fazem também parte "Weekend" (1967), de Jean-Luc Godard, que será apresentado por João Ribas no dia 14, "Wanda" (1970), de Barbara Loden, por Cláudia Varejão no dia 16, "Má raça / Mauvais sang" (1986), de Léos Carax, por Ana Moreira no dia 18, e "Ata-me" (1989), de Pedro Almodóvar, com apresentação de João Rui Guerra da Matta no dia 23.

A entrada nas sessões é sempre gratuita.

Saiba tudo o mais que pode ver e fazer na Feira do Livro do Porto vendo a programação completa AQUI, descarregando-a para o seu equipamento nesta ligação e acompanhando a página oficial no facebook.