Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Ventilador cedido à cidade-irmã de São Vicente já está a caminho de Cabo Verde
04-06-2020

O ventilador que a Câmara do Porto se comprometeu a ceder ao Município de São Vicente, cidade de Mindelo, com a qual está geminada desde 1993, já está a caminho de Cabo Verde. Além deste equipamento médico, vão ser enviadas milhares de máscaras cirúrgicas.


A cedência gratuita destes materiais foi aprovada por unanimidade na última reunião privada de Executivo Municipal, realizada no final de maio, por videoconferência. Rui Moreira esclareceu, na altura, que "o pedido foi feito pelo presidente da Câmara Municipal de Mindelo", que também é médico.

Os ventiladores foram adquiridos em Shenzhen, na China, graças às relações e à geminação que o Município do Porto também possui com aquela cidade e com Macau. Já estão todos em Portugal e foram entregues aos hospitais da cidade, entre os meses de abril e maio.

Entretanto, a evolução da pandemia em Portugal e os donativos de fundações e empresas chinesas permitiram à autarquia entregar mais 31 ventiladores aos mesmos centros hospitalares da cidade.

Ainda assim, dispondo de mais algum stock, a Câmara do Porto decidiu ceder um dos aparelhos ao Município de São Vicente, o que permitirá um melhor combate à doença naquela região de Cabo Verde, mais vulnerável às oscilações dos preços dos equipamentos médicos, que têm sido inflacionados para valores, não raras vezes, impeditivos para as compras públicas. O problema agudiza-se fora do mercado europeu, e em países e municípios com menor escala e menos ricos, com dificuldades de acesso às redes de transporte internacional.

Por outro lado, graças ao programa de compras públicas promovidas pelo Município relativo a equipamentos de proteção e a várias doações entretanto recebidas, foi possível acumular algum stock de máscaras cirúrgicas, que também serão disponibilizadas gratuitamente.

O valor do ventilador de alto rendimento ultrapassa os 5.800 euros e as máscaras cirúrgicas tiveram um custo unitário de 0,55 euros.

Durante décadas, mas em especial nos últimos anos, os dois Municípios têm mantido uma estreita colaboração nas mais diversas áreas, partilhando experiências e conhecimento, em especial em setores como os da habitação social, reabilitação, turismo, ambiente e educação.

O primeiro caso de COVID-19 em Cabo Verde foi oficialmente detetado a 20 de março, tendo-se registado já mais de 320 casos e várias mortes provocadas pela doença.

O Município do Porto notabilizou-se no ataque atempado ao novo coronavírus com a adoção de medidas pioneiras, entre as quais a criação do primeiro centro de rastreio móvel no país, a montagem do hospital de campanha e a promoção de um programa de rastreio aos lares da cidade, além da aquisição atempada de ventiladores, o que deixou a cidade preparada para um eventual agudizar da pandemia, o que, felizmente, não se veio a verificar.