Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

PSP já patrulha as ruas com os 10 veículos elétricos entregues pelo Município
26-03-2020

As 10 viaturas de motor 100% elétrico já estão na posse e ao serviço do Comando Metropolitano da PSP do Porto, que tem agora mais meios para patrulhar a cidade. Os veículos foram entregues pelo Município que, tendo ouvido as necessidades operacionais relatadas pelos agentes, decidiu apoiar institucionalmente a PSP, para assim garantir um policiamento musculado na cidade.


O comandante da Polícia Municipal, António Leitão da Silva, fez hoje a entrega operacional dos 10 veículos ligeiros (oito normais e dois descaracterizados) à comandante do Comando Metropolitano do Porto da PSP, a superintendente Paula Peneda, nomeada recentemente para o cargo.

 
A entrega operacional decorreu na esquadra de Cedofeita, que reabriu recentemente nesta zona da cidade, depois de mais de seis anos encerrada. Um representante da Volkswagen deu formação no local aos condutores e os chefes de cada divisão da PSP no Porto já têm as viaturas ao serviço.

Os veículos, que representam um investimento municipal de cerca de 325 mil euros, visam apoiar os Programas de Proximidade promovidos pela PSP e tornar mais eficaz o patrulhamento da cidade. Especificamente, o número de viaturas atende às necessidades operacionais identificadas pelo Comando Metropolitano do Porto da PSP, para reforçar o Modelo Integrado de Policiamento de Proximidade e para integrar ações policiais decorrentes de investigações criminais, no concelho do Porto.

Mas estando o país, atualmente, em Estado de Emergência Nacional e tendo sido ativado o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil, devido à ameaça da Covid-19, as viaturas também podem servir, nesta fase, para ações de sensibilização junto da população, e de patrulha.

Não tendo competências diretas em matéria de segurança pública, a Câmara do Porto tudo tem feito para ajudar o Estado central nesta matéria.

Além deste apoio, anunciado pelo presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, a autarquia conseguiu que a Polícia Municipal ficasse com competências na área do trânsito, libertando recursos à PSP. Também investiu mais de 200 mil euros na aquisição de câmaras de videovigilância, que colocou à disposição das forças de segurança, entre outras diligências.

A Área Metropolitana do Porto tem cerca de 1,7 milhões de habitantes e o Comando Metropolitano da PSP pouco mais de 3.000 agentes. No final de 2018, havia menos 12% de agentes do que em 2011, tendo-se a situação agravado.