Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Olá futuro, esta é a cidade que vos acolhe e abraça
14-09-2017

A dimensão cada vez mais global da Universidade do Porto e o seu profundo envolvimento nas dinâmicas da cidade estiveram em destaque, esta tarde, na festa de receção aos novos estudantes. "Olá futuro" foi o nome apropriado para uma iniciativa que levou uma multidão jovem à Praça Gomes Teixeira, junto à Reitoria, e se prolonga pelos próximos dias com atividades de integração dos novos alunos.


"Vocês estão entre os melhores estudantes do país" - disse-lhes o reitor da U.Porto, lembrando que esta é a instituição de ensino superior mais procurada ao nível nacional, com as classificações mínimas de entrada mais elevadas em vários cursos.


Sebastião Feyo de Azevedo sublinhou, aliás, a "elevada reputação" de que goza a Universidade, com "ensino e ciência, inovação e empreendedorismo, criação artística e pensamento crítico" a constituírem "fatores de afirmação internacional". Um dos reflexos está "no crescente número de estudantes estrangeiros". Afinal, "um diploma da Universidade do Porto não é apenas uma folha de papel, é um reconhecimento de competências cuja credibilidade representará uma grande mais-valia para a vossa integração no mercado de trabalho", destacou.


O reitor iniciou o seu discurso mostrando a importância das relações interinstitucionais que marcam a vida no Porto. Neste âmbito também, pediu uma salva de palmas para o bispo D. António Francisco dos Santos, falecido na segunda-feira, "um grande português, um grande homem do Norte, um grande amigo da Academia". A concluir, apelou "ao bom senso, à tolerância e à contenção" na vivência das tradições académicas, aludindo às praxes: "Não pode haver excessos".

 

Um lugar central nas dinâmicas do Porto


"Esta é a cidade que vos acolhe e abraça", salientou aos estudantes o presidente da Câmara do Porto, que focou o modo como a comunidade universitária influencia e é influenciada pela vivência local.


"Hoje em dia a Universidade do Porto - toda a Academia do Porto - ocupa um lugar central nas dinâmicas da cidade. As suas ações povoam e envolvem a cidade, os seus alunos interagem com os habitantes locais", notou Rui Moreira, sublinhando que "as universidades não são hoje apenas lugares de formação e conhecimento. São instrumentos de promoção social e sociológica e fatores de atração de investimento, de captação de novos habitantes".


Para o autarca, como "bons agentes provocadores", os estudantes são uma massa crítica e renovadora essencial no "processo de desenvolvimento das cidades, de repovoamento e de criação de dinâmicas económicas". Hoje, como disse, "a competitividade faz-se com o que a nova geração de estudantes consegue trazer".


A presidente da Federação Académica do Porto, Ana Luísa Pereira, mostrou aos novos elementos da Academia o que está no horizonte: "vocês têm potencial para serem líderes nas vossas áreas em Portugal, na Europa e no mundo". Afinal, estão na U.Porto e "são os melhores da vossa geração".