Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

António Tavares tomou posse como provedor da Misericórdia do Porto
04-01-2017

Ontem, tomaram posse os elementos dos corpos gerentes da Misericórdia do Porto reeleitos a 27 de novembro, o que determinou a continuidade do provedor, António Tavares, até 2020. A cerimónia teve lugar no museu da Misericórdia e contou com a presença do ministro de Saúde Adalberto Campos Fernandes e do presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira.

Durante a sua intervenção, o provedor da Santa Casa da Misericórdia do Porto, António Tavares, afirmou que "talentos, tecnologia e tolerância são todos os desafios que considero que a Misericórdia do Porto deve aproveitar, assumindo um compromisso permanente entre a tradição e a modernidade porque esse é o seu mais profundo ADN de inovação".

A cultura assume um papel importante na afirmação do Porto, por esse motivo, a Santa Casa vai ampliar o Museu da Misericórdia para conseguir maior capacidade para expor as suas coleções, anunciou.

Na área da ação social, o provedor referiu que irá dar "particular atenção" ao envelhecimento ativo, trazendo para a proteção social a área dos cuidados de saúde.

"É fundamental aumentar a articulação entre o Ministério da Saúde e o Ministério da Solidariedade e Segurança Social de modo a se poder aumentar os níveis de bem-estar dos idosos e se retardar ao máximo a sua institucionalização com o auxílio de tecnologia de apoio", acrescentou.

No âmbito da saúde, o provedor frisou que está previsto um investimento de quatro milhões de euros em três anos no Hospital da Prelada para modernizá-lo e completar a construção dos dois pisos reminiscentes para instalar uma unidade de ensaios clínicos.

Presente na cerimónia, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, considerou que a misericórdia tem uma "enorme importância" e contribui para a construção de uma cidade "mais justa".