Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

A "Mélancolie des Dragons" de Philippe Quesne
12-02-2018

O grande Auditório do Rivoli apresenta "La Mélancolie des Dragons », de Philippe Quesne, no dia 16 de fevereiro às 21,30 horas.


A Melancolia dos Dragões (2008) é um espetáculo concebido em díptico, no qual Philippe Quesne aborda a questão da arte através do que parece mais irrelevante: as práticas amadoras de sonhadores que elaboram cenários do nada.

A prática teatral de Quesne é como que reduzida à sua expressão mais trivial. Numa paisagem de neve, um grupo de hard rockers come batatas fritas dentro de um Citroën AX totalmente imobilizado. Entre prática amadora, parque de diversões e arte minimalista, esta performance mostra o ritual que pode ser construído em torno da própria experiência de teatro.

"A Melancolia dos Dragões" percorreu mais de trinta países e continua a implantar uma poesia do comum. "A melancolia não é apenas um embaraço, pode originar momentos de êxtase inigualável".

Philippe Quesne trabalha de acordo com o princípio básico do jogo do dominó: a última cena de um espetáculo dá o mote para a primeira cena do espetáculo seguinte, abrindo assim um vasto campo de reflexão.

O cenógrafo fundou a companhia Vivarium Studio, em 2003, reunindo um grupo de trabalho composto por atores, artistas plásticos e músicos, que desenvolveu uma dramaturgia contemporânea a partir de dispositivos cénicos presentes nos seus ateliers de trabalho, os "espaços vivarium", a fim de estudarem os microcosmos humanos.

Ver aqui para mais informações.