Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Milhares de tulipas pintam de múltiplas cores jardins e espaços públicos da cidade
18-02-2020

A cidade do Porto assiste, por estes dias, a uma explosão de cor. A "culpa" é dos cerca de 100 mil exemplares de tulipas que embelezam, com cores exuberantes, vários jardins públicos, praças e floreiras instaladas em zonas pedonais ou de atravessamento.


O espetáculo visual capta a atenção de quem passa e merece, também por isso, ser preservado. É a prova material do empenho e dedicação de dezenas de trabalhadores municipais, entre aqueles que produziram os bolbos no Viveiro Municipal, desde dezembro do ano passado, e os que garantiram a adaptação das tulipas nos jardins e noutros espaços públicos.


Com efeito, antes de chegarem ao local definitivo, as tulipas passam por um cuidadoso processo de produção, com os bolbos a ser primeiro plantados, manualmente e em vaso, por cerca de 10 jardineiros. Depois, as tulipas são abrigadas em estufa, de modo a estarem protegidas das geadas, sendo-lhes proporcionadas todas as condições necessárias à sua germinação.


A combinação de cores (vários tons de rosa, vermelho, amarelo e dourado) e as nove variedades das cerca de 100 mil tulipas que adornam a cidade do Porto é ainda mais visível no Jardim de São Lázaro (ou melhor, Jardim Marques de Oliveira, tal como está registado pela toponímia e que, por sinal, é o mais antigo da cidade), no Jardim Émile David (na frontaria do Palácio de Cristal) e no Jardim do Passeio Alegre.


Mas há ainda outras zonas onde esta flor, originária da Turquia, mas com forte implantação na Holanda desde o séc. XVI, anuncia a primavera no Porto: no Jardim e Rua do Infante, Praça da Trindade, Viaduto de Gonçalo Cristóvão, Rua de Sá da Bandeira, Avenida do Brasil, entre outras.