Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Maratona de programação no feminino vai disputar-se na Alfândega do Porto
06-09-2019

A comunidade Portuguese Women in Tech realiza a sua primeira maratona de programação (o "hackathon"), com equipas exclusivamente de mulheres do ecossistema tecnológico, no próximo dia 28 de setembro. O evento decorre na Alfândega e conta com o apoio da Convocatória Aberta do ScaleUp Porto, iniciativa municipal que visa a promoção do ecossistema de empreendedorismo, tecnologia e inovação da cidade. Há prémios a considerar.


A equipa vencedora recebe um prémio de 1.500 euros, sendo que o objetivo, em oito intensas horas de trabalho, será o de construir soluções para problemas relacionados com as alterações climática.

Estima-se que o hackathon conte com cerca de 70 participantes, entre profissionais e jovens estudantes.

Neste contexto, refere a edição online da IT Insight, o Portuguese Women in Tech Hackathon tem dois focos: por um lado, ter equipas com conhecimento técnico a desenvolver soluções inovadoras que possam impactar os diversos desafios que as alterações climáticas têm trazido para o nosso dia-a-dia; por outro, dar oportunidade a jovens do ensino básico e secundário de serem parte das equipas e, dessa forma, aproveitar o momento para introduzir jovens mulheres a uma realidade que, muitas vezes, só se proporciona mais tarde na sua carreira profissional.

A nível de desafios concretos, procuram-se soluções para contextos Economia Circular, Mobilidade, Sistemas Alimentares, Gestão de Desperdícios e Temperaturas Extremas.

O evento conta com o apoio da Câmara do Porto e de diversas entidades, mentores e empresas tecnológicas que se associam à iniciativa através da partilha de conhecimento, entre as quais Natixis, Dashlane, Rumos, AWS, Noesis, Aliados Consultores e Fundação Calouste Gulbenkian, através do projeto Hack For Good.