Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Jovens incentivados a aproveitar ambiente de empreendedorismo
09-07-2019
O Seminário Final do Programa "Empreende Já" levou muitos jovens, na manhã desta terça-feira, ao Auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett, nos Jardim do Palácio de Cristal. 

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, que participou na sessão de abertura juntamente com o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, salientou o papel que o Porto tem vindo a assumir nos últimos anos no contexto nacional e internacional. Rui Moreira falava em termos de "vitalidade económica e empresarial" e aproveitou para apontar exemplos recentes de fixação de grandes empresas na cidade, como a Farfetch  ou a Critical Software e BMW

Além disso, o autarca lembrou o ecossistema empreendedor que existe no Porto "e que tem por base uma rede de empresas ancoradas nas universidades e, por isso, muito próxima dos jovens". 

"Todos estes exemplos mostram como o Porto se tem posicionado como um centro destacado de competências e de negócios competitivo, como motor da economia da região Norte, exemplo de inovação, do investimento e do empreendedorismo", considerou Rui Moreira, aconselhando os jovens empreendedores a aproveitar "ao máximo" esse contexto.

O seminário teve como grande objetivo apresentar os resultados deste programa nacional que fomenta o empreendedorismo junto de jovens em situação NEET (nem a trabalhar, nem a estudar, nem a frequentar formação profissional), que o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) desenvolveu em duas edições (2016/2017 e 2017/2018).

O "Empreende Já" envolveu cerca de 600 jovens em formação e culminou com o apoio financeiro de 10 mil euros de capital semente a cada um dos 182 projetos aprovados (163 novas empresas e 19 associações), o que se traduziu na criação direta de 202 postos de trabalho. 59% dos participantes do programa são provenientes da região Norte do país.

Para além do número de projetos aprovados, e que estão expostos numa mostra nos frisos do auditório da BMAG, o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto preferiu falar em "vidas transformadas".

"Mais do que o simbolismo de uma empresa ou de uma associação criada, há de facto a vida de alguém por detrás destes projetos", disse.

"Não quisemos apenas promover e desenvolver um espírito empreendedor meramente mercantilista; quisemos também apoiar a criação de associações e não só de empresas", referiu João Paulo Rebelo, para quem empreender é igualmente um "direito à criação".

Ao longo da manhã, um painel diversificado de oradores, entre os quais Catarina Araújo, vereadora da Juventude e do Desporto da Câmara do Porto, abordou diversas visões sobre o programa.

Foram igualmente apresentados os resultados da iniciativa, bem como os instrumentos financeiros que existem a nível nacional e comunitário que permitam aos beneficiários dar continuidade às entidades criadas.

O Programa Empreende Já foi financiado pelo FSE - POISE (Programa Operacional Inclusão Social e Emprego), em cerca de 4 milhões de euros.



Instituto Português do Desporto e Juventude recebe certificação ambiental

À margem do seminário, a Direção Regional do Instituto Português do Desporto e Juventude foi distinguida pelas boas práticas na área da sustentabilidade ambiental com dois certificados da Lipor -Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto.

O vice- presidente da Câmara do Porto e administrador da Lipor, Filipe Araújo, entregou os certificados "Coração Verde" e "Jardim Natural" àquele organismo na pessoa do seu diretor regional, Vitor Dias.