Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Hoje é dia de celebrar o Centro Histórico com 53 propostas gratuitas
30-03-2019
A zona antiga da cidade do Porto está hoje em festa com dezenas de atividades de participação gratuita para que todos possam comemorar o Dia Nacional dos Centros Históricos.

De manhã até à noite, este sábado, 30 de março, está repleto de visitas organizadas, oficinas, dança, teatro e outras atividades de animação abertas à participação geral e para públicos de todas as idades.

O Dia Nacional dos Centros Históricos assinala-se oficialmente a 28 de março, mas já há alguns anos que o Porto celebra a data no sábado mais próximo, de modo a que um número maior de pessoas possa desfrutar das comemorações e aproveitar de forma acrescida para visitar o Centro Histórico do Porto declarado Património Mundial pela UNESCO desde 1996.

Em colaboração com Associação Nacional de Municípios com Centro Histórico, a autarquia portuense tem procurado envolver nesta festa um número cada vez maior de entidades, tanto públicas como privadas. Este ano, são 36 as que contribuem com atividades para o programa, que se estende desde as oito horas da manhã até às dez da noite. Todas as 53 propostas são gratuitas, embora algumas necessitem de inscrição.

Públicos de todas as idades, sejam residentes, habitantes temporários ou turistas, estão convidados a participar. Para toda a família há oito oficinas abertas, do trabalho com azulejo ao teatro, cinco das quais no Palácio das Artes. Um pedipaper vai animar as ruas entre a Cordoaria e o novo Museu do Vinho do Porto, na Ribeira, onde serão exibidos dois filmes sobre barcos rabelos.

Cenários históricos como a Igreja de São Bento da Vitória ou a Sé Catedral acolhem concertos. Há dança no interior e teatro na praça. Museus, monumentos e outras instituições abrem as portas ao público, que tem também à disposição vários percursos ao ar livre. Pela antiga Muralha Primitiva do Porto, por exemplo, vai decorrer um passeio com exploração de vestígios arquitetónicos, segredos e histórias da cidade, terminado com petiscos. 

Este dia é também para refletir, debater e apontar caminhos coletivamente, em três palestras que analisam a renovação e reabilitação urbanas, o turismo, a governança e a população.

A jornada encerra com um espetáculo de rua intitulado "O Baile dos Candeeiros". Concebida pela Companhia Radar 360 e produzida pela PortoLazer, esta encenação inspira-se em rituais e tradições que remontam ao final dos anos 60. Será apresentada no Campo dos Mártires da Pátria, nas traseiras da Reitoria da Universidade do Porto, pelas 21,30 horas.

Veja tudo o que pode aproveitar e descarregue o programa completo, AQUI.