Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Escola B+S Fontes Pereira de Melo celebra 50 anos
14-05-2019

Uma escola com uma "impressão digital muito forte" na cidade do Porto. Foi assim que o presidente da Câmara do Porto classificou a Escola Básica e Secundária de Fontes Pereira e Melo, que assinalou o seu 50.º aniversário em sessão solene na tarde desta segunda-feira.


"As escolas têm a sua impressão digital e esta tem a sua impressão digital muito forte: na sua relação coma comunidade, no impacto que tem com as diversas famílias, com tudo aquilo que tem feito", disse Rui Moreira, acrescentando que "tem produzido [a escola] de facto portuenses que honram a cidade e que fazem desta uma cidade diferente".


Quanto à vertente do ensino tecnológico da escola (antiga industrial), o presidente da Câmara do Porto disse considerar que essas diferenças estavam "atenuadas" devido ao trabalho desenvolvido pelos professores e que, à chegada às universidades e politécnicos, não têm relevância.


"As escolas de referência, as escolas de excelência são aquelas que formam ao longo de gerações pessoas que depois se envolvem e participam na comunidade e que depois voltam aqui e aqui querem trazer os seus filhos".


Numa menção ao patrono da instituição, Rui Moreira relembrou-o enquanto "visionário" e uma "figura inspiradora" para Portugal.


A diretora do estabelecimento de ensino e sede de agrupamento, Ana Alonso, sublinhou o "desempenho exemplar e o elevado grau de profissionalismo e dedicação" dos funcionários, que fazem com que aquela instituição seja "muito especial e querida onde gostamos de estudar, de aprender, de ensinar de criar e de estabelecer relações".


"Este agrupamento é um exemplo vivo de um ambiente educativo inovador, pois nunca precisou de bases legislativas para o que sempre considerou ser o seu dever cívico: inclusão e participação em todas as atividades e em todos os projetos que enriquecessem os seus alunos e os preparassem para ser cidadãos do mundo", disse a diretora na sua intervenção.


A sessão solene esteve incluída na VII edição do "Dias do Fontes", programa que decorre de 8 a 14 de maio e que, neste ano, acontece sob o signo do 50.º aniversário da escola.


A sessão prestou também homenagem a alunos, professores e pessoal não docente e contou ainda com a participação, em testemunho vídeo, do vice-presidente da Câmara do Porto, Filipe Araújo, enquanto antigo aluno daquela escola, bem como de Fernando Paulo, vereador responsável pelo pelouro da Educação na autarquia.


A Escola Básica e Secundária de Fontes Pereira de Melo abriu a 4 de novembro de 1968 na Rua do Breyner n.º 164, em regime diurno e noturno. Mudou-se para o atual local, junto à Escola Clara de Resende e ao Estádio do Bessa, na freguesia de Ramalde, no ano letivo de 1987/1988. O seu patrono, António Maria Fontes Pereira de Melo (Lisboa, 8 de setembro 1818 - 22 de janeiro 1887), foi o estadista português do século XIX tido como o principal promotor da política de melhoramentos materiais. Nessa altura, mais de 1 000 operários passaram a receber instrução nas escolas industriais que, de novo, se instituíram.