Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Campanha "O Porto é a Nossa Casa" regressa às ruas do Centro Histórico
10-10-2018

Sensibilizar a população para as boas práticas inerentes ao depósito dos resíduos urbanos e promover os serviços de recolha porta-a-porta que o Município disponibiliza especificamente para os comerciantes são os principais objetivos da campanha "O Porto é a Nossa Casa", que está de volta ao terreno, também em mupis, após o lançamento da iniciativa, em 2015. 


A campanha concentra-se nas zonas da Baixa, Ribeira e Movida e também compreende uma ação direcionada ao setor não-doméstico (comerciantes).


Com efeito, ao longo de cinco dias, uma equipa de atores vai realizar ativações da campanha de sensibilização junto de alguns equipamentos de deposição em que se tem verificado uma colocação indevida de resíduos. Entre as ações é simulada a atuação de um fiscal, que irá abordar os comerciantes no sentido de os consciencializar para a existência de regras na deposição de resíduos (colocar os resíduos no local certo, à hora certa e devidamente separados), bem como esclarecendo-os sobre as penalizações associadas ao não cumprimento dessas regras.


Nesta ação, os comerciantes são ainda informados da existência dos serviços de recolha de resíduos porta-a-porta que o Município disponibiliza especificamente para a sua atividade (nas zonas da Baixa, Ribeira e Movida), alertando-se igualmente para o facto de que, neste ramo de negócio, não se justifica a colocação dos resíduos nos equipamentos existentes na rua.


Paralelamente, "O Porto é a Nossa Casa" está nas ruas da cidade, em concreto na área definida pela campanha, onde 110 mupis reforçam a mensagem que as equipas no terreno estão a passar junto dos estabelecimentos comerciais.


Ainda no âmbito da campanha de sensibilização, alguns comerciantes com estabelecimentos aderentes aos serviços municipais de recolha porta-a-porta serão convidados a responder a um inquérito relacionado com a deposição dos resíduos que produzem, com o intuito de se identificarem oportunidades de melhoria no serviço prestado.


A acompanhar a ação, vão ser entregues folhetos com informação alusiva aos serviços de recolha disponibilizados e divulgação da Ecolinha.