Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Prémio e exposição mostram a recuperação do património arquitetónico que se faz na cidade
10-03-2018
A Câmara do Porto entrega na próxima terça-feira a três projetos o Prémio João de Almada 2017. A cerimónia insere-se na inauguração de uma exposição, nos Paços do Concelho, que dá a conhecer grandes exemplos de reabilitação na cidade. A mostra ficará aberta ao público, com acesso livre, até maio.
 
Na cerimónia, marcada para as 17,30 horas no átrio do edifício municipal, o presidente da Câmara, Rui Moreira, distinguirá os melhores exemplos de recuperação arquitetónica da cidade do Porto relativos à 17.ª edição daquele prémio, instituído pela autarquia precisamente para estimular atitudes mais empenhadas no domínio da reabilitação. Foram eles os correspondentes aos projetos/obras designados Casa da Boavista, Teatro do Bolhão e  Universidade Católica do Porto, que pode conhecer melhor aqui.
 
Melhor ainda poderá conhecer esses e outros projetos - incluindo o da Torres dos Clérigos - quem visitar a exposição que Rui Moreira inaugura na mesma sessão, pois dela constam memórias descritivas, fotografias e vários elementos físicos que são pedaços da história arquitetónica da cidade.
Passível de interessar a um leque variado de visitantes, a mostra inclui também diversos instrumentos utilizados nos projetos e nas obras de recuperação do património construído, assim como exemplares de materiais resgatados, desde elementos em ferro até azulejos, entre muitos.

O Prémio João de Almada - assim designado em memória de João de Almada e Melo, o executor da expansão urbanística do Porto no século XVIII e a quem se deve em grande medida o ordenamento na zona central da cidade - foi instituído pela Câmara Municipal com o objetivo de incentivar e promover a recuperação do património arquitetónico da cidade, sendo atribuído ao melhor exemplo de reabilitação que tenha sido concluído na cidade.
 
A exposição a inaugurar nesta terça-feira é como que um retrato detalhado e legendado da profunda reabilitação que vem sendo operada na cidade. De visita gratuita, ficará patente até maio nos Paços do Concelho, de segunda a sexta-feira entre as 10 e as 17 horas.