Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Rui Moreira escreve sobre Mário Soares
07-01-2017
Mário Soares morreu. 

Morreu um grande lutador pela liberdade, que se confundia com a nossa democracia constitucional, que lutou contra todos os totalitarismos.

Um político raro, que respeitava a opinião dos outros, mesmo quando deles discordava, ou quando os outros discordavam dele.

Um homem culto, sempre interessado por tudo que o rodeava.

Um democrata valente e irredutível, um europeu convicto.

Uma pessoa feliz, num país tantas vezes triste, que fez amigos entre correligionários e adversários.

O Porto, cidade da liberdade, associa-se ao luto nacional.

Rui Moreira


"Porque"


"Porque os outros se mascaram mas tu não

Porque os outros usam a virtude

Para comprar o que não tem perdão

Porque os outros têm medo mas tu não



Porque os outros são os túmulos caiados

Onde germina calada a podridão.

Porque os outros se calam mas tu não.



Porque os outros se compram e se vendem

E os seus gestos dão sempre dividendo.

Porque os outros são hábeis mas tu não.



Porque os outros vão à sombra dos abrigos

E tu vais de mãos dadas com os perigos.

Porque os outros calculam mas tu não".

               Sophia de Mello Breyner Andresen