Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Os desafios da Engenharia juntam Ordem e Câmara
12-01-2018
A Ordem dos Engenheiros - Região Norte (OERN) e a Câmara do Porto encontram-se no dia 17 de janeiro com um intuito: encontrar soluções para desafios de Engenharia, colocados por ambas as partes. Tecnologia, mobilidade, inovação e energia são as áreas a desafiar num encontro de entrada livre (com pré-inscrição) na Biblioteca Almeida Garrett, entre as 9,30 e as 12,30 horas. 

E se acabassem as filas na VCI? E se fosse possível ter energia elétrica a 3 cêntimos por KWH? É possível ter a casa aquecida com custos muito mais baixos? É possível ter uma cidade com zero resíduos? E depois da cidade reabilitada, o que acontece? Estes são apenas alguns dos desafios apontados pela OERN, entre muitos outros que irão passar pela sessão e podem contribuir para o desenvolvimento da cidade, integrados na conceção de uma "smart city".

Esta será a primeira sessão de "A OERN em...", iniciativa com que a Ordem aposta, no ano em curso, "numa aproximação com a sociedade onde estão os desafios e as oportunidades de Engenharia". Neste âmbito, as sessões terão como "objetivo primordial levar a Engenharia às câmaras municipais, empresas e entidades com sede nos vários distritos da região Norte".

No encontro da próxima quarta-feira, membros da OERN irão colocar desafios de Engenharia à cidade do Porto. No sentido inverso, a Câmara portuense apresentará os seus desafios, dentro das áreas temáticas, que "serão partilhados pelos 15 mil membros da OERN na persecução de soluções".
Desenvolve-se, assim, um modelo de "brainstorming global no universo da OERN", que "com toda a certeza trará novas visões e soluções para problemas novos e antigos", tal como realça a Ordem.

Participam na iniciativa o vice-presidente da Câmara do Porto, Filipe Araújo, o presidente da OERN, Joaquim Poças Martins, bem como diversos convidados ligados ao universo da autarquia, cientistas, investigadores, professores, empresários e startups que irão, em conjunto, desafiar-se e encontrar soluções para a cidade.

Sobre a pertinência do evento, diz Poças Martins: "Não se muda uma cidade inteira de uma vez; muda-se por zonas, por temas, sazonalmente, nas horas de ponta. Muda-se com projetos de demonstração, com exemplos, que nunca podem ser simplesmente replicados, têm de ser adaptados e aculturados".

Na fase final da sessão são apresentados os projetos em curso da Câmara e empresas municipais com elevada componente de Engenharia, tecnologia e inovação.

A entrada é livre, mas com inscrição obrigatória através do mail info@oern.pt.