"Minideputados" debatem os direitos das crianças - Notícias - Portal de notícias do Porto. Ponto.
Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

"Minideputados" debatem os direitos das crianças
11-05-2018
Cidadania e Direitos das Crianças foi o tema escolhido pelos alunos do 4.º ano da EB S. Miguel de Nevogilde e pelos alunos do 3.º ano da EB Covelo que, esta manhã, reuniram-se em "assembleia municipal", na Câmara do Porto.

Os "Políticos por Um Dia" - projeto que integra o programa municipal Porto de Crianças - assumiram o papel de deputados num debate entre turmas e escolas, numa sessão que contou com a presença de Catarina Araújo, vereadora da Juventude e Desporto, dos Recursos Humanos e Serviços Jurídicos da Câmara do Porto.

"Dirigi a Assembleia, dei a palavra aos deputados, estive a ouvir, perguntei à secretária quais foram as propostas mais votadas", explicou sucintamente sobre as suas funções Henrique Batista, da EB Covelo que assumiu o papel de presidente da mesa.

Sobre a temática em discussão, o "político" referiu do alto dos seus 9 anos que de tudo o que considerou mais importante foi "o direito das crianças a serem vacinadas e não terem doenças" que deixou uma ideia no ar. "Todos devem ter direito aos medicamentos, mesmo os mais pobres, que deviam ter uma farmácia social", disse.

A sessão contemplou dois presidentes, para que pudesse haver mais rotatividade de papéis, função também assumida por Afonso Brito, da EB S. Miguel de Nevogilde, que explicou a forma democrática como chegou ao cargo.

"Fomos a votação na turma e havia cinco ou seis candidatos a presidente e eu fui o mais votado, pelo que estou aqui", referiu e sublinhou que de todos os direitos falados na sessão, acredita que são os direitos à educação, a ter uma família e à qualidade de vida, os mais importantes.

Com o objetivo de envolver os mais novos com a cidade, a iniciativa quer potenciar a construção de cidadãos ativos, críticos e participativos e é dirigida às crianças do jardim-de-infância (4/5 anos) e do primeiro ciclo do ensino básico.

Para além da apresentação e votação das propostas trazidas pelos pequenos deputados, a sessão contou com momentos especiais de partilha de ideias com a vereadora.

"Adorei estar aqui, foi uma sessão muito rica e muita participada com estes deputados em miniatura que demonstraram que sabem o que é a cidadania e o que cabe no saco da cidadania", referiu a responsável.

De todas a perguntas que lhe foram feitas, Catariana Araújo elegeu uma como a que mais a marcou.

"Fizeram perguntas como, por exemplo, como é que eu organizava o meu tempo, como é que eu sabia quantas pessoas é que trabalhavam na Câmara Municipal, mas talvez aquela mais marcante foi porque é que eu decidi ser vereadora", disse, entre risos. "Tem muito a ver com aquilo que hoje aqui também aconteceu: a vontade de acreditar que somos capazes de fazer um bocadinho mais e melhor e de todos os dias sentirmos que podemos contribuir um bocadinho para o bem-estar das pessoas e da cidade", explicou a responsável.