Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Atletas de todo o mundo ligam hoje Porto e Gaia a correr na marginal
22-09-2019
Atletas de 60 países correm nesta manhã a Meia Maratona do Porto, ligando as duas margens ribeirinhas do Douro.

A 13.ª edição da prova é a mais internacional de sempre, já que 23% dos inscritos são atletas estrangeiros, de acordo com a organização.

A partida, marcada para a Avenida de Paiva Couceiro (por baixo da Ponte do Freixo), foi neste ano antecipada uma hora para as 9 da manhã, de modo a causar ainda menos impacto no trânsito das duas cidades, nomeadamente a menor dimensão possível de condicionamentos na circulação. Curiosamente, a prova tem lugar no mesmo dia em que se assinala o Dia Europeu Sem Carros.

Como habitualmente, a competição organizada pela Runporto conta com duas vertentes: a corrida principal, na distância de 21,097 km; e uma caminhada com 6 km. Em ambos os casos, a linha de meta está instalada no Jardim do Calém.



No ano em que a Meia Maratona do Porto exibe pela primeira vez o grau Bronze Label Road Race, atribuído pela International Association of Athletics Federations (IAAF), o número de participantes estrangeiros superou todas as expectativas e, de entre os principais nomes, destacam-se no setor masculino internacional o do marroquino Aziz Lahbabi, cujo recorde pessoal na distância está fixado em 59m30s, mas também o de Daniel Rotich, atleta do Uganda que venceu a edição de 2016.

No setor feminino, a cabeça-de-cartaz é Monica Jepkoech, do Bahrain, vencedora em 2017 e detentora do atual recorde feminino da prova (1h09m32s). Antonina Kwanbai (Quénia) e Tigist Abayechew Jabore (Etiópia) são as principais adversárias.

Em relação à elite portuguesa, Catarina Ribeiro (Sporting CP), Ercília Machado, Susana Godinho (Sporting CP), primeira portuguesa a chegar à meta o ano passado, na 7.ª posição, Marisa Barros, Mónica Silva e Jéssica Pontes, do SC Braga, são os principais destaques.

Do lado masculino, alinham Rui Pedro Silva (Sporting CP), José Moreira (Sporting CP), Daniel Pinheiro (CD S. Salvador do Campo), José Sousa, vencedor do Campeonato Nacional de Maratona, no Porto em 2018, e Hélder Santos (Sporting CP).

Além de assumir o naming da Meia Maratona, a Hyundai Portugal volta a promover a iniciativa #HyundaiDáTudoPorQuemPrecisa, que convida os atletas e espectadores a doarem equipamento de corrida. O material recolhido será depois distribuído por instituições de solidariedade locais.

Por outro lado, o movimento "Egoísmo Positivo" volta a associar-se à prova para dar a possibilidade a pessoas com deficiência de participarem na corrida. Na sua estreia, em 2018, a equipa contou com a participação de 115 atletas.

Neste ano, vai novamente percorrer a distância da Meia Maratona com um grupo que é composto por participantes em cadeiras de rodas e acompanhantes que irão conduzir estes atletas.

Veja o percurso da prova e saiba de onde poderá admirar melhor o espetáculo e incentivar o seu atleta preferido: