SociedadeHabitação

Alterações ao programa Porto com Sentido estão aprovadas pela Assembleia

A Assembleia Municipal aprovou as alterações ao programa Porto com Sentido, produzidas para simplificar as condições de acesso a uma iniciativa que nasceu em contexto de pandemia, mas que não se esgota nela. Ao colocar no mercado de arrendamento fogos de privados a preços acessíveis com apoio municipal, o programa dirigido à classe média está também a estimular o aumento de stock de habitação disponível na cidade.

Simplificação das condições do programa Porto com Sentido foi aprovada

O Executivo Municipal deu nesta segunda-feira luz verde a um conjunto de alterações às condições gerais do Porto com Sentido. As modificações foram desenhadas com o objetivo de aumentar a eficácia deste programa, criado para introduzir habitações a custos acessíveis no mercado tradicional de arrendamento. Até ao final do ano a perspetiva é que quase 60 imóveis integrem o Porto com Sentido, e que esse número escale com a introdução das mudanças aprovadas.

Condições gerais do programa Porto com Sentido serão ajustadas para aumentar eficácia

O Município do Porto pretende introduzir alterações às condições gerais do programa Porto com Sentido, ajustando este instrumento para que cumpra as finalidades que estiveram na sua génese e contribua, efetivamente, para a resolução das falhas do mercado habitacional.

Primeiro concurso de arrendamento no âmbito do programa Porto com Sentido já tem candidaturas abertas

Está a decorrer o primeiro concurso para arrendamento integrado no programa Porto com Sentido. As habitações disponíveis serão atribuídas através de um sorteio e o prazo para a apresentação das candidaturas termina no dia 30 de dezembro.

Aposta na promoção da eficiência energética na habitação social

O Município do Porto tem vindo a melhorar as condições de habitabilidade dos bairros municipais. Eficiência energética, conforto térmico e poupança são os resultados diretos desta aposta, que foi reconhecida pela Comissão Europeia como boa prática na aplicação dos fundos comunitários.

Últimos dias para se habilitar a um dos 10 fogos com rendas acessíveis no Centro Histórico

O concurso público para o arrendamento acessível de dez fogos reabilitados no Centro Histórico tem candidaturas abertas até dia 29 de novembro. Saiba como concorrer.

Câmara do Porto assina homologação da estratégia local de Habitação

O acordo de colaboração entre o Município do Porto e o Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU), parte integrante da Estratégia Local de Habitação, pode avançar após a aprovação do Executivo Municipal. O documento, submetido no âmbito do programa 1.º Direito, prevê realojar até 3.800 pessoas até 2025.

Porto deu hoje mais um “passo decisivo para novas políticas de habitação”

Foi hoje assinada nos Paços do Concelho a homologação do Acordo de Colaboração entre o Município do Porto e o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana, que permitirá à autarquia aceder ao financiamento do programa 1.º Direito. Entre 2020 e 2025 serão realojadas 1.740 famílias, num “passo decisivo para novas políticas de habitação”, sublinhou o presidente Rui Moreira.

Morro da Sé: os novos corações que pulsam no coração da cidade

As primeiras 14 casas reabilitadas pelo Município no Morro da Sé já estão habitadas. Para alguns destes moradores, viver em pleno Centro Histórico é uma experiência nova, mas para outros é um regresso às origens.

Câmara atribuiu em 2019 uma média de uma casa de habitação social por dia

Em 2019, a Câmara do Porto atribuiu 420 fogos de habitação social a novas famílias. A média de entrega é ligeiramente superior a uma casa por dia e subiu em relação a 2018. Quanto aos dados apurados até ao final do mês de outubro, indiciam que nem a pandemia parece beliscar o trabalho desenvolvido através da empresa municipal Domus Social. Este é apenas uma das conclusões do Observatório de Habitação Social do Município do Porto, em fase de desenvolvimento.