Sociedade

Verão na Casa da Música com 120 concertos

Amanhã, 1 de junho, arranca a programação de verão da Casa da Música, que este ano conta com 120 concertos, cerca de metade gratuitos. "Tablao" (20,30 horas), um espetáculo de flamenco com Ana Pinhal e Catarina Ferreira, e a banda brasileira Aláfia (22 horas) são os primeiros protagonistas da agenda do "Verão na Casa".


Considerado um "período particularmente intenso da
programação" e um ciclo que "marca a agenda cultural da cidade de
forma significativa", conforme referiu António Jorge Pacheco, diretor
artístico da instituição, na apresentação da programação à imprensa, a iniciativa
vai decorrer até 16 de setembro com vários eventos dentro e fora de portas.

O ciclo inclui concertos ao ar livre e atuações do pianista
Alexander Romanovsky com a Orquestra Sinfónica do Porto (9 de junho) e da
soprano Magdalena Anna Hofmann com o mesmo agrupamento (17 de junho), ou "Piano
Caos", um ponto de encontro da música eletrónica e clássica através da
exploração que a Digitopia Collective leva a palco no dia 10 de junho.

O São João continua ser sinónimo de grande concerto na Casa
da Música, nesta edição com a Banda Sinfónica Portuguesa a reinterpretar um
reportório que inclui temas dos GNR, Carlos Tê, Rui Veloso, Astor Piazzolla,
Nelson Jesus, Sérgio Godinho, Vitorino e Carlos Paião.

O ciclo vai abranger a estreia da Orquestra de Câmara
Portuguesa na Casa da Música, a 25 de junho, no ano em que se assinala o 10.º
aniversário do grupo, sob direção musical de Pedro Carneiro.

A quinta edição do Prémio Internacional Guilhermina Suggia
leva à Casa da Música jovens talentos das melhores escolas e academias de
música da Europa. Os três finalistas participam num concerto com a Orquestra
Sinfónica marcado para 7 de julho. A terminar julho, para os dias 29 e 30 está
marcado um grande encontro de Bandas Filarmónicas.

No café, ao longo do verão, vão atuar artistas como Ana Deus
e Luca Argel (22 de junho), Slimmy (1 de julho), Paraguaii (22 de julho),
Demian Cabaud Quarteto (24 de agosto) ou JP Simões (9 de setembro), entre
outros.

A programação do trimestre inclui ainda nomes como Patxi
Andión, que revisita músicas de Zeca Afonso (5 de junho), a multi-instrumentista
e compositora Annette Peacock (7 de junho), o vencedor da Eurovisão Salvador
Sobral (5 de julho, já esgotado, e 18 de julho) ou Manhattan Transfer (22 de
julho), enquanto o II Congresso Europeu de Saxofone (EurSax) decorre de 11 a 14
de julho, com organização da Associação Portuguesa de Saxofone.

O Serviço Educativo da Casa da Música apresenta o
programa "Romani 2.0", marcado para 20 de junho, uma reposição de um espetáculo
de celebração da cultura cigana.

O programa "fora de portas" termina a 8 e 9 de setembro com
os dois já indispensáveis Concertos na Avenida, na Avenida dos Aliados. No
primeiro dia, o Remix Ensemble junta-se aos Mão Morta e em palco tocarão com
arranjos de Telmo Marques. No sábado, dia 9, os Aliados recebem a Orquestra
Sinfónica do Porto Casa da Música, dirigida por Baldur Bronnimann para um
programa de características mais populares, com obras, entre outros, de
Offenbach (Abertura de Orfeu nos Infernos), Pietro Mascagni (Intermezzo de
Cavalleria Rusticana), Edvard Grieg (De manhã, de Peer Gynt), Tchaikovsky
(Valsa das flores de O Quebra Nozes), Joly Braga Santos (Dança dos rapazes e
raparigas que enchem o largo de Alfama), George Gershwin (Abertura de Girl
Crazy) e John Williams (Tema de Star Wars).

+Info: Consulte a Programação Completa do "Verão na Casa"