Educação

Universidade do Porto no "top 100" das que mais Ciência produz na Europa

  • Porto.

  • Notícia

    Notícia

gco_generica_uporto.jpg

Guilherme Costa Oliveira

A Universidade do Porto (U.Porto) faz parte, pela primeira vez, do "top 100" europeu das instituições de ensino superior mais produtivas em todas as áreas científicas avaliadas. Quem o revela é a edição deste ano do prestigiado CWTS Leiden Ranking, que coloca a U.Porto no 33.º lugar das universidades europeias que mais e melhor investigação científica produziu no quadriénio 2019-2022.

Realizado pelo Center for Science and Technology Studies (CWTS) da Universidade de Leiden (Países Baixos), o CWTS Leiden Ranking 2024 analisou o desempenho, qualidade e impacto das publicações científicas de mais de 1.500 instituições de ensino superior de todo o mundo, tendo por base os dados da Web of Science, a principal base de dados científica do mundo. Entre os indicadores valorizados contam-se o impacto científico (com base no número de artigos publicados e citações), as colaborações (artigos em parceria), o acesso aberto (proporção de artigos de livre acesso) e a diversidade de género (proporção de autoras).

No período em análise, a U.Porto melhora o seu desempenho em todos os domínios do conhecimento, fixando-se então, e pela primeira vez, no "top 100" europeu nas cinco áreas avaliadas: 14.ª em Ciências da Vida e da Terra, 37.ª em Física e Engenharias, 42.ª em Ciências da Saúde e Biomédicas, 86.ª em Matemática e Ciências da Computação e 99.ª em Ciências Sociais e Humanidades.

Alargando a análise às universidades de todo o mundo, destaca-se a presença da U.Porto no “top 100″ mundial (93.ª posição) das Ciências da Vida e da Terra.

foto_investigacao_i3s.jpg

Líder na excelência científica e na diversidade de género

O CWTS Leiden Ranking 2024 traz também boas notícias no que toca ao impacto da produção científica da U.Porto, que surge agora como a 48.ª universidade europeia – primeira portuguesa e 182.ª a nível mundial – com mais artigos no "top 10%" dos mais citados nas respetivas áreas. Dos 7.798 artigos produzidos pela Universidade, entre 2019 e 2022, 809 (10,4%) estão no "top 10%" dos mais citados nas suas áreas, o que representa uma subida percentual de três décimas face a 2023.

O ranking de Leiden revela ainda que a U.Porto é 17.ª universidade europeia – e a 42.ª a nível mundial – com maior participação de mulheres na produção científica. Das 54.023 autorias presentes nas publicações da Universidade, 26.202 (48,5%) são de mulheres cientistas.

Relativamente aos restantes indicadores do ranking, a U.Porto destaca-se como a 50.ª universidade europeia – 157.ª no mundo – com mais artigos produzidos em colaboração (com outras instituições científicas e com a indústria) e a 66.ª universidade europeia – 157.ª no mundo – com mais artigos disponibilizados em regime de acesso aberto.

Na comparação com as restantes universidades portuguesas, a Universidade do Porto é líder entre instituições nacionais com mais artigos no "top 10%" dos mais citados e com mais diversidade de género, sendo apenas ultrapassada pela Universidade de Lisboa no número de publicações, colaborações e publicações em acesso aberto.