Cultura

Teatro Municipal do Porto apresenta “Mercúrio Vermelho” de Jonathan Uliel Saldanha

  • Notícia

    Notícia

DR

O mais recente projeto do artista associado do Teatro Municipal do Porto, Jonathan Uliel Saldanha, é revelado a partir das 17 horas de hoje no palco do Grande Auditório Manoel de Oliveira, no Rivoli. “Mercúrio Vermelho” foi filmado no Uganda e tem várias performances agendadas até ao próximo domingo, dia 13.

A performance/instalação “Mercúrio Vermelho”, que abre a colaboração de Jonathan Uliel Saldanha com o Teatro Municipal do Porto (TMP), ao longo de duas temporadas, “convida o espectador a percorrer uma paisagem sintética, um percurso acústico e plástico que segue o delírio pela extração de metais preciosos e evoca múltiplas histórias, mitos e teorias da conspiração”, assinala o TMP.

Filmada em Kampala, no Uganda, durante o primeiro confinamento causado pela pandemia por Covid-19, a performance projeta-se assim como um cenário artificial a ser percorrido pelo visitante. Por isso, será transmitida também por uma voz sintética, em formato monólogo, interpretado por uma figura de vampiro.

As sessões decorrem de 40 em 40 minutos, para um máximo de cinco pessoas por sessão, sendo que a última começa às 21,40 horas. Na sexta-feira, a grelha de apresentações segue os mesmos horários. Já no sábado e domingo o espetáculo decorre entre as 10 e as 12 horas. No total, vão realizar-se 20 sessões.

Jonathan Uliel Saldanha é músico, artista visual, construtor sonoro e cénico. Investiga zonas de interceção entre a pré-linguagem, alteridade, ficção científica, o som enquanto vetor de contágio e a tensão entre o sintético e a paisagem. Com uma vasta obra associada, dirige ainda o projeto HHY & The Macumbas e foi o fundador do coletivo SOOPA, editora e programadora de concertos e performance iniciada em 1999, no Porto.