Desporto

Skate Park de Ramalde completa um ano e já tem projeto para ampliação

  • Notícia

    Notícia

João Queirós

Foi há precisamente um ano que a cidade ganhou um novo equipamento desportivo, o primeiro Skate Park do Porto. O sucesso foi tal que o Município já decidiu ampliar o recinto, num projeto que ficará concluído no início do verão de 2021.

Um ano após a sua inauguração, o Skate Park do Porto superou todas as expetativas em termos de adesão, oferecendo as condições ideais para a evolução dos muitos praticantes de skate na cidade e despertando igualmente o interesse de centenas de outros jovens para a prática da modalidade.

Planeado para ser integrado no Parque Desportivo de Ramalde, o equipamento foi projetado ao longo de vários meses pelo arquiteto e skater Francisco Lopez “França”, um dos principais especialistas na área, em colaboração com vários skaters da cidade, precisamente para corresponder às expetativas dos muitos praticantes da modalidade.

Com uma área aproximada de 950 metros quadrados, o espaço foi idealizado para permitir o progresso não só dos principiantes, mas também dos mais experientes, que ali podem encontrar uma oferta muito variada de obstáculos.

Além do skate, o parque pode ainda ser utilizado para a prática informal de outras modalidades sobre rodas, como a patinagem inline agressive ou o BMX freestyle, oferecendo todas as condições para acolher competições dos mais diversos níveis técnicos, desde o iniciante ao profissional.

“Este era um equipamento que a cidade reclamava há vários anos e que faz parte da estratégia de alargamento dos equipamentos desportivos ao serviço da cidade. Tínhamos a expetativa de que o projeto iria ser bem aceite pela comunidade e fomos agradavelmente surpreendidos com o tamanho do seu sucesso...”, afirma Catarina Araújo, vereadora responsável pelo Desporto da Câmara do Porto.

De facto, “em apenas um ano, o Skate Park tornou-se um espaço de eleição para os muitos praticantes que estavam espalhados por outros pontos da cidade e que aqui encontraram um local seguro e com todas as condições para treinarem as suas manobras e evoluírem neste desporto. Ao mesmo tempo, despertámos o interesse de outros jovens por esta modalidade, fomentando o espírito desportivo e a adoção de estilos e comportamentos de vida saudáveis, que era também um objetivo deste projeto”, destaca.

Aulas gratuitas quatro vezes por semana

Logo após a sua abertura, o Skate Park do Porto passou a disponibilizar aulas gratuitas para todos os que se quisessem iniciar na prática da modalidade. Inicialmente, as sessões eram realizadas apenas aos sábados e domingos de manhã, entre as 10 e as 12 horas. Contudo, dado à enorme procura registada durante os primeiros meses, a empresa municipal Ágora – Cultura e Desporto do Porto decidiu alargar a oferta a partir de agosto, passando a disponibilizar mais duas sessões durante a semana, às segundas e quintas-feiras, das 17,30 às 19,30 horas, além das já habituais ao fim de semana.

Desde dezembro do ano passado, beneficiaram destas aulas perto de 1.400 crianças e jovens, na sua maioria entre os seis e os 16 anos.

Segunda fase avança já no próximo ano

As novidades não se ficam por aqui. O Município já deu luz verde para se avançar com um projeto de ampliação do Skate Park, que permitirá não só duplicar a área do recinto, como também alargar a oferta de obstáculos. Serão também criadas zonas de estadia, com bancos e papeleiras, e ainda reforçada a iluminação pública no parque.

O projeto será uma vez mais desenvolvido por Francisco Lopez, devendo a obra estar concluída no início do verão do próximo ano. O investimento é de cerca de 150 mil euros.

O ano de 2021 marcará, igualmente, o arranque da segunda fase de requalificação do Parque Desportivo de Ramalde / INATEL. Com um investimento de mais de dois milhões de euros, esta segunda fase prevê a construção de um novo campo de futebol e rugby, bem como a criação de uma zona de lançamentos e tiro com arco. Será também construído um edifício de apoio com balneários e áreas técnicas, além da remodelação dos balneários existentes.

Recorde-se que o antigo “Campo de Ramalde” (INATEL) foi recuperado pela autarquia e devolvido aos clubes e atletas da cidade, em abril de 2017, após um investimento que rondou os 700 mil euros. A reabilitação permitiu dotar o parque de uma nova pista de atletismo em tartã com seis corredores e medidas oficiais; campo de relva sintética para a prática de futebol de 11, futebol de 7 e de rugby; quatro novas torres de iluminação, com dois níveis de luminosidade (treino e competição). O recinto beneficiou ainda de obras de melhoria no edifício de apoio, balneários e áreas técnicas.