Cultura

Serralves inaugura hoje exposição sobre a ligação entre arte e realidade virtual

É uma nova aposta na programação artística da Fundação de Serralves, por que a primeira que cruza tecnologia e arte. A exposição de realidade virtual "Eléctrica" quer agitar consciências e lançar uma reflexão sobre a nova era que já vivemos. Inaugura neste sábado e poderá ser visitada até dia 24 de maio.

O propósito da exposição é "experimentar" de que forma é que o mundo da tecnologia e da arte se "misturam", diz o comissário da exposição, Daniel Birnbaum. "Provavelmente estamos nos primeiros segundos ou semanas de uma nova era e não sabemos onde isso nos levará. Quando algo novo chega, é evidente que há sempre uma janela de experimentação e também de alguma confusão", afirmou à Lusa o crítico de arte e curador sueco.

Organizada pela Acute Art, "Electric: A virtual reality exhibition" apresenta uma seleção de trabalhos de artistas emergentes e consagrados, que exploram este novo meio de ângulos radicalmente diferentes, desde logo, por desafiarem o público a visitar a exposição com óculos de realidade virtual postos.

"Electric" chega pela mão da Fundação de Serralves a Portugal, depois de ter inaugurado, em maio de 2019, na Frieze de Nova Iorque como mostra coletiva, reunindo obras do Städelschule Architecture Class (SAC), de Anish Kapoor, R. H. Quaytman, Nathalie Djurberg & Hans Berg.