Mobilidade

Rui Moreira diz que a CDU quer que as câmaras paguem mas não mandem no serviço da STCP

Miguel Nogueira

A CDU quer limitar a participação das Câmaras Municipais na
gestão da STCP, inviabilizando o acordo já assinado entre as seis autarquias
onde opera o serviço de transportes coletivos e o Governo. Para tal, apresentou
uma proposta de alteração do decreto-lei que descentraliza a gestão da empresa
que até já tem nome para presidir ao conselho de administração. Paulo Azevedo
foi o nome escolhido por Rui Moreira, autarca do Porto a quem cabe nomear o
gestor. Mas os comunistas querem travar o processo e que a STCP continue, como
até agora, a ser gerida por administradores nomeados por Lisboa.


Rui Moreira já deixou claro que, caso a posição da CDU
vingasse, as Câmaras envolvidas sairiam do processo e recusar-se-iam a pagar o
défice tarifário que acordaram com o Governo.


"O que as pessoas querem é ter melhores linhas, melhores
autocarros e mais motoristas, ou seja, melhor serviço. Tudo isso está contemplado
no nosso projeto, pelo que não se entende esta posição do PCP", disse o
autarca.