Sociedade

Que escolhas devemos ou podemos fazer em tempos de distanciamento? O TMP ajuda a perceber novos paradigmas

Num tempo realmente atípico, que não faz parte das memórias de ninguém, urge encontrar novas formas de relacionamento. A pandemia a isso obriga, para que se possa (com)viver em segurança.

O Teatro Municipal do Porto ajuda a preparar a tão aguardada retoma da atividade cultural, com cautela e novos paradigmas, com debates e convidados do setor. A terceira conversa do ciclo "Nada Ficou no Lugar, e Agora?" tem lugar dia 2 de julho, às 18h30, com transmissão em direto, no Facebook do TMP.

Nesta quinta-feira, dia 2 de julho, os convidados do Ciclo de conversas online sobre o futuro das artes performativas, debatem o tema "Programação: escolhas em tempos de distanciamento. À conversa estrão Aida Tavares (Diretora Artística do São Luiz Teatro Municipal), Renan Martins (Bailarino e Coreógrafo) e Nayse López (Programadora cultural e Jornalista), com moderação de Tiago Guedes (Diretor Artístico do Teatro Municipal do Porto).

Como programar espaços culturais para públicos com máscaras, em tempos de distanciamento social, qual a melhor solução para colmatar lotações reduzidas nas salas de espetáculos, as artes performativas poderão voltar às ruas, tal como acontecia há séculos? Estas são algumas das questões em debate.

O ciclo "Nada ficou no lugar, e agora?" decorre entre 18 de junho e 16 de julho, sempre às quintas-feiras, com início às 18,30 horas. A transmissão é assegurada em direto, no Facebook do TMP.

+Info