Educação

Programa "Escola Solidária" assegura refeições até ao final de agosto

Miguel Nogueira

A Câmara do Porto abre uma vez mais as cantinas das escolas do Município, durante o período de férias escolares deste verão, garantindo o fornecimento de refeições aos alunos que necessitem deste serviço.

A iniciativa Escola Solidária foi retomada a 29 de junho e, atendendo ao atual contexto da Covid-19, estará em funcionamento também durante o mês de agosto, até ao dia 31, na modalidade de take-away. Dirigida a todas as crianças de jardins de infância e do 1.º ciclo do ensino básico, este programa municipal possibilita o acesso a uma refeição nutricionalmente equilibrada e aos preços que foram praticados durante o corrente ano letivo.

Para os alunos de Escalão A, a refeição é gratuita; para os alunos do Escalão B, a refeição é paga a 0,73 euros; para os alunos do Escalão C, o valor é de 1,46 euros.

No sentido de promover o bem-estar psicossocial das crianças e o apoio às respetivas famílias, a Escola Solidária é também alargada aos irmãos dos alunos que frequentam os jardins de infância e escolas básicas do 1.º ciclo da rede pública da cidade, que tenham entre 3 e 10 anos, podendo usufruir deste serviço mesmo que não frequentem um estabelecimento de ensino da rede pública do Porto.

O serviço de refeições é disponibilizado entre as 12,30 e as 13,30 horas. Por forma a evitar qualquer desperdício alimentar os encarregados de educação terão, obrigatoriamente, de efetuar inscrição prévia junto do respetivo Agrupamento de Escolas.

No ano passado no período relativo às férias de verão, compreendido entre 25 de junho e 31 de julho, esta ação social escolar teve um total de 288 alunos inscritos, servindo 4.888 refeições.

Para mais esclarecimentos, contacte os serviços da Direção Municipal de Educação, através da Divisão Municipal de Gestão Escolar, utilizando os números de telefone:
222 061 751
ou 222 061 750