Turismo

Porto e Região Norte lançam campanha inédita de promoção turística

Pela primeira vez, a Associação de Turismo do Porto (ATP) e o Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP) lançam uma campanha conjunta, com o objetivo de promover o Porto, o Douro, Minho e Trás-os-Montes enquanto os quatro sub-destinos turísticos de excelência da Região Norte. "Lá em Cima" é o mote da campanha que, nesta primeira fase, se dirige ao mercado nacional.

A iniciativa assinala um marco na cooperação entre as duas entidades, mas, além disso, regressa ao investimento na promoção interna de toda a Região. O convite é assim dirigido aos portugueses, que têm aqui uma boa oportunidade para (re)descobrir o vasto território da zona norte do país, a única que já ultrapassou os 5.000 selos "Clean & Safe", em empreendimentos turísticos e de restauração.

Na sessão de apresentação da campanha, que decorreu esta manhã no Porto Palácio Hotel, o presidente da Câmara do Porto salientou a rapidez com que este "projeto ambicioso" foi desenvolvido. Rui Moreira considerou ainda, citado pela Lusa, que "mais do que empreendedora, a Região é resiliente e faz das 'tripas coração'".

Uma ideia que o vereador da Economia, Turismo e Comércio, Ricardo Valente, partilha. "O pior que nós podíamos ter era um conjunto de empresas, entidades, empresas de animação turística, restauração e hotelaria que não tivessem a capacidade de passar para o ano de 2021. Acho que está a ser feito esse esforço. As nossas expectativas na cidade do Porto é que vamos ter um ano muito menos mau do que pensávamos há uns meses do ponto de vista de taxas de ocupação", referiu o também presidente da ATP.

A julgar pelos números, o responsável está confiante. As reservas de voos e hotéis para a Invicta até ao próximo mês de setembro "são bastante animadoras", ainda que este ano seja desafiante, reconhece.

Nesta primeira fase, a campanha apresenta ofertas em áreas como as "City & Short Breaks", o "Turismo de Gastronomia e Vinhos", de "Natureza", de "Saúde e Bem Estar", o "Turismo Religioso", o "Cultural e Paisagístico" ou o "Náutico", entre outros.

O investimento baliza-se entre os 60 e os 70 mil euros, para uma campanha multimeios, mas em que sobressai uma forte aposta no digital, como é o caso da página web "O Norte lá em cima", onde os utilizadores podem entrar em contacto com um live chat para receberem, em tempo real e de forma personalizada, sugestões sobre o seu destino ou atividades, e até reservar experiências turísticas no destino. O lançamento de vários vídeos promocionais é outra das apostas.

Mas, o principal mesmo, são os ativos que falam por si. "O Porto e Norte têm uma gastronomia única, locais de excelência e paisagens arrebatadoras que merecem ser conhecidas pelos portugueses", assinalou ainda na apresentação do projeto Luís Pedro Martins, presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal, citado pela Publituris.

Ainda na sessão estiveram presentes a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, que considerou este "um momento histórico", e o presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDRN), Fernando Freire de Sousa, que apelou às duas entidades para que estejam "preparadas" para o futuro que se avizinha.

Essa preparação está refletida no plano estratégico traçado pelo Turismo do Porto e Norte de Portugal e pela Associação de Turismo do Porto que, num segundo momento da campanha, vai apostar no mercado espanhol, estando ainda prevista para uma terceira fase, uma promoção internacional mais intensa, particularmente junto do Brasil, EUA, Alemanha e Reino Unido e de alguns mercados asiáticos, mais preponderantes no período anterior à crise.