Mobilidade

Porto contrata novo sistema de gestão de tráfego

Sistema de última geração fará o controlo dos semáforos de forma automática e remota e permitirá tirar ainda maior partido do Centro de Gestão Integrada (CGI) e melhorar a circulação automóvel na cidade.

Este sistema, que custará até 7,78 milhões de euros, incluindo IVA, e substituirá o anterior, que funcionava com base em princípios tecnológicos desatualizados. O Executivo Municipal irá analisar e votar a adjudicação na próxima terça-feira, em reunião de Câmara, ao consórcio constituído pela Soltráfego, Meo e Armis que, segundo o relatório do júri,  ganhou o concurso público internacional agora concluído.

Estruturalmente, a grande diferença entre o atual e o futuro sistema consiste na interligação de todos os controladores de tráfego existentes e a instalar, no decorrer do contrato, a um novo software de gestão de tráfego (SWOFT) e na migração de câmaras de vídeo analógicas do sistema de gestão de vídeo (SGV) para digital IP, o que irá permitir uma optimização de toda a rede semafórica da cidade do Porto, nomeadamente através da seleção manual de planos de regulação de tráfego; seleção automática ou dinâmica de planos de regulação de tráfego; regulação dos sinais luminosos; macro e micro-regulação e recolha de dados de tráfego, entre outras funcionalidades.