Economia

Porto aprovou "Declaração de Nova Iorque"

Foi hoje apresentada
e ratificada, em reunião de executivo, a "Declaração de Nova Iorque", um
documento que tem como objetivo contribuir para a conceção de uma estratégia
política para o crescimento inclusivo nas cidades, através da promoção de
ferramentas para a sua implementação, avaliação e controlo de progresso.


 


O Porto integrou o
grupo de mais de 40 cidades de todo o mundo que foram convidadas a participar
no lançamento da campanha "Crescimento Inclusivo das Cidades", que decorreu em
Nova Iorque. Uma iniciativa promovida pela Organização para a Cooperação e
Desenvolvimento Económico (OCDE) e pela Fundação Ford.


 


Rui Moreira foi um
dos autarcas presente, num evento onde participaram também líderes de
negócios, organizações filantrópicas, associações, grupos de reflexão e
instituições internacionais. Na "Declaração de Nova Iorque" constam medidas
estratégicas para combater as desigualdades sociais e promover um crescimento
inclusivo das cidades.


 


O programa de "Crescimento Inclusivo" é caraterizado pelo
autarca como "baluarte" da cidade, comprometendo-se, assim, Rui Moreira a
trabalhar em prol do progresso deste projeto, com base em premissas como um
sistema educacional, um mercado de trabalho, um mercado habitacional e ambiente
urbano, e uma rede de serviços públicos inclusivos.


 


Para além disso,
serão também colocados à disposição pelo município todos os esforços que
contribuam para a iniciativa da OCDE All on Board Inclusive Growth Initiative, implementado em parceria
com a Fundação Ford, ajudando assim a instruir o debate sobre o Crescimento
Inclusivo no âmbito dos governos nacionais.


 


Por seu turno, é também trabalho
da autarquia informar sobre outros programas globais cujo objetivo seja o
fomento de cidades mais sustentáveis, inclusivas e socialmente robustas,
incluindo a implementação do UN-Sustainable
Development Goal 11, que faz o apelo a cidades inclusivas, seguras e
fortes, o New Urban Agenda, que emanará da conferência Habitat III e do programa post-COP21.


 


Como membros da "Inclusive Growth in Cities Campaign"
(campanha de crescimento inclusivo nas cidades), Rui Moreira salienta que "partilhamos
da ideia de que o Crescimento Inclusivo representa uma oportunidade para fazer
a economia crescer numa base mais equitativa e sustentável com vista a um
futuro melhor para todos".