Sociedade

Ponte de Rio Tinto reabre ao trânsito neste sábado

Miguel Nogueira

A Ponte de Rio Tinto, importante via de entrada e saída do Porto junto a São Roque da Lameira, reabre ao trânsito a partir das 9 horas deste sábado.

Situada na Estrada Nacional 15/Rua de Afonso de Albuquerque, já no concelho de Gondomar, esta infraestrutura é uma importante ligação viária para o trânsito de entrada e saída do Porto, mas estava fechada à circulação desde 13 de agosto devido às obras do intercetor de Rio Tinto.
Como tal, foram vários os constrangimentos causados e houve, inclusivamente, necessidade de alterar certos percursos dos autocarros da STCP e das empresas privadas de transporte coletivo Gondomarense e Valpi. 

Essa empreitada é um projeto conjunto dos municípios do Porto e Gondomar, num investimento de cerca de oito milhões de euros que foi iniciado em junho do ano passado e contempla a requalificação e despoluição das margens e do Rio Tinto, que desagua no Rio Douro na zona do Freixo.
Integra a construção do intercetor do Rio Tinto numa extensão de 1.950 metros, a construção de um exutor com 4.100 metros unindo as descargas das duas ETAR (Rio Tinto e Freixo) e a construção de um exutor submarino para entrega dos efluentes tratados no Rio Douro, junto à Ponte do Freixo. 

Entre as consequências da obra - que tem conclusão prevista para maio próximo - está a devolução do rio à população e consequente melhoria de vida para os habitantes dos dois municípios, bem como para quem pretende usufruir do rio e da zona envolvente (ausência de maus odores, águas mais limpas, margens e leito limpos e requalificados).

Ao mesmo tempo, passará a ser possível o controlo do caudal do Rio Tinto em períodos de cheias, a par do arranjo paisagístico da área intervencionada pela obra, bem como da valorização do território, desenvolvimento e qualificação da área urbana envolvente.

Deste projeto, contemplado com uma candidatura ao Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), resultará ainda a ligação entre o Parque Urbano de Rio Tinto, que terá 36.500 metros quadrados, e o Parque Oriental da Cidade do Porto, que aumentará a sua área para 20 hectares.