Desporto

Câmara aposta no desporto adaptado

  • Notícia

    Notícia

Foram hoje inauguradas as novas
instalações das piscinas de Campanhã, num evento que reuniu Rui Moreira, Pinto
da Costa e Emídio Gomes, entre outros representantes do desporto em Portugal. Esta
obra resultou de uma parceria conjunta entre Câmara do Porto, FC Porto e
CCDR-N. As piscinas de Campanhã estão prontas para receber cerca de 300 atletas
de três modalidades, com destaque para o desporto adaptado.


O agora requalificado equipamento
da cidade conta com uma piscina olímpica (50 metros) passível de ser utilizada
para a prática de natação pura e sincronizada, bem como, para pólo aquático. A
empreitada realizada permitiu, também, a adaptação da piscina para a prática de
desporto adaptado. Para além desta, foi também inaugurado um novo espaço dedicado
ao boxe, que foi baptizado de "Reinaldo Teles", ex-pugilista e atual
vice-presidente da SAD do FC Porto.


 


A empreitada de requalificação
durou cerca de seis meses e teve um custo aproximado de 2 milhões de euros, 70%
dos quais comparticipados por fundos europeus, através de uma candidatura da
Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), presidido
por Emídio Gomes, que esteve nesta inauguração, e destacou a importância da
recuperação de uma estrutura desta índole numa das zonas mais carenciadas da
cidade.


 


O FC Porto fica responsável pela
gestão deste espaço durante 25 anos, tendo Pinto da Costa referido que o clube "abraçou
este projeto" para ter "no coração da cidade mais um pólo de desporto",
frisando que "este é um exemplo de que a Câmara do Porto deve estar sempre,
como está, ao lado das instituições que prestigiam a cidade". O presidente dos
"azuis e brancos" dirigiu-se a Rui Moreira dizendo que "ser presidente da
cidade do Porto é o ponto máximo que se pode atingir em Portugal".


 


Rui Moreira realçou a importância
deste equipamento como uma forma de continuar a trabalhar na forte aposta que
tem vindo a ser feita relativamente a Campanhã e à zona oriental da cidade, já
que estas piscinas também vão estar abertas para uso da comunidade, apontando
que o Porto "é uma cidade competitiva que sabe fabricar campeões".


 


O autarca destacou a obrigação da
Câmara na promoção do desporto e do lazer, assim como, no apoio a instituições
e ao associativismo, valorizando a relação do município com as instituições
locais, destacando que "a tentativa de fazer as coisas à margem da sociedade é
em primeiro lugar um desperdício, um ato de egoísmo e de cegueira e portanto
nós queríamos que a cidade do Porto voltasse a trabalhar com as suas grandes
instituições e que fazem parte da marca Porto". Moreira frisou também a enorme
mais-valia que este reabilitado equipamento vem trazer para o desporto
adaptado, considerado como uma "prioridade" na política do executivo.