Cultura

Orquestra de Glenn Miler dá dois concertos no Porto

O Porto recebe neste sábado dois dos cinco concertos que a Glenn Miller Orchestra vem dar a Portugal. 

Os tempos do swing estão de volta com a célebre orquestra fundada em 1937 e inicialmente dirigida por Glenn Miller, que traz o ambiente das pistas de dança americanas dos anos 30 e 40 do século passado até à Casa da Música, pelas 17,30 e 21,30 horas deste sábado. 

Duas dezenas de músicos e cantores, agora sob a direção de Ray McVay, esgotam sempre as salas por onde passam e o mesmo é esperado neste regresso a Portugal com concertos revivalistas de cerca de duas horas. "Moonlight Serenade", "In The Mood", "Tuxedo Junction" ou "Chattanooga Choo Choo" são alguns dos temas do compositor e trombonista que a big band se encarrega de eternizar.

Após a morte de Glenn Miller numa viagem aérea sobre o Canal da Mancha, em 1944, durante a II Guerra Mundial, a orquestra foi reconstituída sob a direção do saxofonista e cantor Tex Beneke, um dos amigos mais próximos do fundador.
Em 1956, a família de Miller, tendo seguido caminhos distintos de Beneke, contratou o baterista Ray McKinley para organizar uma nova banda. McKinley fez parte da banda da Força Aérea do Exército dos Estados Unidos, que Miller liderou, durante a guerra, até ao seu desaparecimento. 

The Glenn Miller Orchestra