Sociedade

Obras do Bolhão condicionam trânsito na Rua Sá da Bandeira

As obras de

restauro e modernização do Mercado do Bolhão
iniciam-se na próxima segunda-feira, dia 1 de agosto, com a empreitada de
desvio de infraestruturas subterrâneas que permitirá intervir, mais tarde, no
subsolo do edifício, bem como estabilizá-lo. Esta obra, que faz parte do
calendário ontem apresentado em reunião extraordinária de Executivo, implicará alguns
condicionamentos de trânsito.


Para já, o impacto na circulação automóvel é reduzido, uma
vez que apenas um pequeno troço da rua Sá da Bandeira é afetado, com a
supressão do sentido ascendente, entre a Rua Formosa e a Rua Fernandes Tomás.
Ou seja, será proibido subir Sá da Bandeira junto ao edifício do mercado,
mantendo-se o sentido descendente e a restante circulação automóvel na zona do
Bolhão.


A empreitada terá a duração de vários meses e implicará,
mais à frente, outros condicionamentos, que serão anunciados à medida que forem
sendo implementados. No entanto, não se preveem outras alterações ao trânsito
no próximo mês e meio.


As obras de restauro e modernização do Mercado do Bolhão dividem-se
em várias fases. A primeira, que agora se inicia e que atuará, apenas, no subsolo,
terá a duração aproximada de oito meses. No primeiro trimestre de 2017 está
prevista a transferência dos comerciantes para o mercado temporário, que ficará
situado no Centro Comercial La Vie Porto (antigo Plaza). Nessa altura,
iniciam-se as obras no edifício e a construção de um túnel de acesso à cave
logística, cuja entrada ficará situada na Rua do Ateneu Comercial do Porto.


Leia a notícia sobre a apresentação do projeto em reunião de executivo