Sociedade

“O Porto é a cidade mais cosmopolita da eurorregião”, diz o presidente da Galiza

  • Notícia

    Notícia

Miguel Nogueira

Alberto Núñez Feijóo, presidente do Governo Regional da Galiza, sublinhou hoje que “a cidade do Porto deu-nos uma lição de cosmopolitismo, de abertura, de internacionalização, de cultura e de turismo”, e que por isso é a mais importante da eurorregião. As declarações foram proferidas na sessão de lançamento da candidatura de Braga 2027 - Capital Europeia da Cultura.

Durante a sessão pública de oficialização da candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura em 2027, que poderá ser acompanhada aqui a partir das 22,30 horas desta sexta-feira, o responsável máximo pela região da Galiza enalteceu a importância da cidade do Porto no contexto da região norte da Península Ibérica.

“O Porto efetivamente viveu, nos últimos anos, um esplendor claríssimo. É a cidade mais cosmopolita da eurorregião. Há que reconhecê-lo e felicitá-lo”, afirmou Alberto Núñez Feijóo, numa cerimónia em que também participou o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira.

Para o presidente do Governo Regional da Galiza, a cidade Invicta é também exemplo de “internacionalização, de cultura, de turismo”, assinalou. “O Porto é, sem dúvida, uma cidade-chave para entender a eurorregião”, reforçou o dirigente político da região autónoma de Espanha mais próxima do Porto, que em abril de 2017 foi agraciado pelo Município do Porto com a Medalha de Honra da Cidade.

Uma homenagem que Alberto Núñez Feijóo não esquece: “Agradeço muito ao presidente da Câmara do Porto por me ter nomeado cidadão de honra da cidade do Porto. Cada vez que de manhã me dou conta dos momentos mais marcantes da minha presidência da Galiza, este é um deles: poder ser cidadão de honra do Porto, cidade que tanto admiro”, partilhou.

A comandar os destinos da Galiza desde 2009, o governante espera que a candidatura de Braga 2027 - Capital Europeia da Cultura possa servir como uma oportunidade para “reativar a eurorregião” e intensificar os contactos com o Eixo Atlântico, em que inclui a cidade do Porto.

Uma história de amizade antiga e que encontrou em vários momentos da vida pública uma proximidade curiosa. Santiago de Compostela foi a primeira Capital Europeia da Cultura do novo milénio, em 2000, abrindo caminho à Porto 2001.