Cultura

Nuno Carinhas fala de limpezas e de pintura antes de chegar a... "Macbeth"

João Tuna

O diretor do Teatro Nacional de São João, onde está em cena a peça de Shakespeare, dá hoje uma entrevista na TSF onde fala de ordem, da importância da limpeza, de como se afastou da pintura e do porquê de uma nova tradução de "Macbeth".

Fascinado pela construção de ambientes e de personagens, o diretor artístico do TNSJ fala da paixão pelo teatro e de como este tomou o lugar quando a pintura se afastou. "Ela é que me deixou", afirma Nuno Carinhas, não deixando de sublinhar que "o teatro ocupa a cabeça 24 horas por dia".

Para o encenador, todas as atividades ligadas ao teatro são muito importantes, desde a conceção de cenários à construção dos personagens, desde a pintura do palco ao "varrer o chão de uma sala onde depois se vai ensaiar".

Mas é em "Macbeth", a peça atualmente em cena no TNSJ no âmbito do FITEI - Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica, que Nuno Carinhas mais se detém nesta entrevista. O porquê de uma nova tradução do clássico de William Shakespeare, encomendada a Daniel Jonas - "é muito interessante ser um poeta a traduzir outro poeta" - a escolha dos atores, a conceção de cenários e figurinos surpreendentes, a introdução de gargalhadas no meio da tragédia, e muito são explicados nesta entrevista.

Saiba mais sobre o espetáculo e as últimas oportunidades de assistir, aqui.

E veja também as outras opções para a última semana deste FITEI.