Sociedade

Neste fim de semana ouça uma playlist de música erudita ou assista a cinema online

Filipa Brito

Atividades culturais e de lazer, de que pode desfrutar no conforto e segurança do lar, são as sugestões do “Porto.”, cumprindo assim o recolhimento obrigatório imposto durante grande parte deste fim de semana.

Face às medidas emanadas pelo Estado de Emergência – renovado pelo Presidente da República até 8 de dezembro – está em vigor o dever de permanência em casa e o encerramento obrigatório de todos os equipamentos e estabelecimentos, salvo algumas exceções, entre as 13 e as 5 horas da madrugada de sábado e domingo. Porém, é possível cumprir à risca as medidas, não descurando ainda assim de dois dias preenchidos.

Neste fim de semana, a Fonoteca Municipal do Porto volta a proporcionar a sugestão ideal para fruir de dois dias passados em casa, ao som de boa música.

Dando continuidade à sua missão de divulgar a coleção com mais de 35 mil discos de vinil, a Fonoteca disponibiliza mais uma playlist no Spotify, que revisita o trabalho desenvolvido pelo pianista, compositor e pedagogo Vianna da Motta.

Intitulada “O legado pianístico de Vianna da Motta”, esta lista, constituída por nove temas, reúne algumas das peças escritas para piano pelo músico, nomeadamente as “Cenas Portuguesas”, compostas numa fase mais tardia, e que são tipicamente associadas ao nacionalismo, recuperando melodias do folclore português e mantendo elementos próprios do romantismo em que se insere.

É uma oportunidade para ouvir música erudita de um dos mais prestigiados artistas portugueses. Nascido na segunda metade do século XIX, Vianna da Motta foi responsável por formar toda uma geração de pianistas. Começou a estudar música desde muito cedo e, com apenas 14 anos, mudou-se para Berlim para aprender piano e composição, tendo sido, anos mais tarde, um dos últimos alunos do prestigiado Franz Liszt, que acabou por ter uma forte influência no seu trabalho.

A 7.ª edição do Porto/Post/Doc está de regresso à cidade do Porto, com uma edição sob o tema “A Cidade do Depois”. Além das habituais sessões presenciais nas salas do Teatro Rivoli e Passos Manuel, neste ano o certame cinematográfico reinventa-se e apresenta também um registo online, disponibilizando os filmes em competição na página oficial do festival. Para assistir sem sair de casa, pode adquirir o passe online (que tem o custo de 12 euros) e ter acesso a um total de 58 filmes da programação do festival, ou então pode ainda alugar individualmente. Por isso, nesta tarde de sábado e domingo, leve o cinema até ao conforto do lar e desfrute de uma sessão sozinho ou em família.

Se optar por aprofundar os conhecimentos sobre a história da humanidade ou apreciar alguns dos objetos expostos na coleção “Culturas e Geografias”, do Museu da História Natural e da Ciência da Universidade do Porto (MHNC.UP), há um novo episódio do podcast “Terras sem Fim”, disponibilizado pelo site Notícias U.Porto.

Sustentada no acervo do museu, a série permite desvendar caraterísticas culturais e alguns ritos associados a comunidades humanas. Neste terceiro episódio, fique conhecer o apoio de cabeça, objeto presente na coleção sobre a região da Melanésia.

Os vídeos da equipa de Educação Ambiental da Câmara do Porto, disponíveis no canal de Youtube do ”Porto.”, são também uma boa opção para levar a biodiversidade até aos nossos lares por estes dias.

No mais recente episódio da série “Biodiversidade em casa” são dadas dicas para aproveitar o outono, a estação perfeita para mudas e transplantes de plantas, e meter mãos à obra nos vasos que tem em casa, permitindo que estes cresçam mais bonitos e saudáveis. Se precisa de uma sugestão para as crianças, também a série “Histórias com ambiente dentro” reúne um conjunto de contos didáticos, que vão transmitir conhecimentos e prometem manter os mais novos ocupados.

E porque ficar em casa não tem de ser sinónimo de monotonia, sugerimos que aproveite o conjunto de vídeos que a empresa municipal Ágora – Cultura e Desporto do Porto lançou durante a época de confinamento e que convidam os portuenses à prática de exercício físico. Sob o mote #treinaemcasa, estão disponíveis 43 aulas de várias modalidades, desde dança, pilates, yoga, ginástica para séniores e crianças, entre outras.

Em jeito de lembrete, e para concluir as sugestões do “Porto.”, também o programa municipal Cultura em Expansão regressa na próxima segunda-feira, dia 23, em dois novos locais da cidade: Hard Club e Passos Manuel.

Com novos horários, mais cedo que o habitual, pelas 19,30 horas o Hard Club acolhe o cine-concerto “GUANCHE”, que junta em palco Paulo Furtado (The Legendary Tigerman), a atriz Íris Cayatte e o realizador Pedro Maia.

Adotando sempre as normas de segurança impostas pela Direção-Geral da Saúde (DGS), em vigor à altura dos espetáculos, a concretização dos mesmos está dependente das regras impostas nesse período. Além de terem lotação limitada, é obrigatório o levantamento de bilhete gratuito (máximo dois por pessoa) em cada local, a partir de duas horas antes do início de cada apresentação.