Cultura

Museu da Cidade e Bibliotecas Municipais abertos e adaptados ao estado de emergência

António Alves / MdC

O Museu da Cidade e as Bibliotecas Municipais adaptam os seus horários ao decretado estado de emergência, mas continuam abertos com as devidas restrições de segurança, de higiene, e com a garantia Clean & Safe.

As estações do Museu da Cidade abertas, a saber, a Casa Marta Ortigão Sampaio, a Casa Tait, a Extensão do Romantismo, o Banco de Materiais, a Casa do Infante, a Casa Guerra Junqueiro mantêm os seus horários de terça a sexta das 10 às 17,30 horas, mas aos sábados e domingos encerram a partir das 13 horas.

Apesar de todas as atividades do programa operativo do Museu da Cidade se encontrarem suspensas até final do ano, e enquanto se aproveita para realizar um trabalho de capacitação técnica e dos espaços para acolher os projetos museológicos nas estações a abrir, prosseguem as exposições.

Livros são árvores, Bibliotecas são Florestas decorre até 26 de dezembro no Gabinete do Som da Biblioteca Pública Municipal do Porto, em São Lázaro; 1820: Revolução Liberal do Porto prolonga-se até 10 de janeiro do próximo ano, no Gabinete do Tempo da Casa do Infante; e Cadernos A & B: Prelúdio e Fuga, de Jorge Feijão, recentemente aberta no final de outubro no Gabinete do Desenho da Casa Guerra Junqueiro. Esta exposição individual resulta de sucessivas visitas ao ateliê do artista nas Caldas da Rainha, e revela o desenho como um primeiro gesto, primeiro rasto material no mundo, através de duas salas: uma, em prelúdio, dedicada ao ato de desenhar na imagem em vídeo e a segunda, em fuga, num palimpsesto de desenhos dos cadernos do artista.

A Biblioteca Municipal Almeida Garrett (BMAG) e a Biblioteca Pública Municipal do Porto (BPMP), em São Lázaro, onde está localizada também a Biblioteca Sonora e respetivo Gabinete, mantêm o seu funcionamento habitual, mediante agendamento prévio obrigatório, e encerrando os serviços a partir das 13 horas, aos sábados. Nos dias úteis, o horário será mantido das 10 às 18 horas, com mediante agendamento prévio. À segunda feira, a BMAG só funciona entre as 14 e as 18 horas, enquanto que a BPMP mantém o horário das 10 às 18 horas.

Na Biblioteca decorrem o curso breve Um pouco mais de azul, a partir de Mário de Sá-Carneiro, desenvolvido por Pedro Eiras e já esgotado, e os Sábados a Contar dedicados às famílias.