Economia

Município prepara medidas suplementares para ajudar o comércio tradicional de rua neste Natal

  • Notícia

    Notícia

Miguel Nogueira

Rui Moreira anunciou hoje que o Município está a preparar medidas suplementares para ajudar o comércio tradicional de rua neste Natal, em parceria com a Associação de Comerciantes do Porto. Vão ser entregues vales de consumo, que se repercutem em descontos diretos para o cliente, e será lançada uma campanha de comunicação relacionada. A verba destinada à Árvore de Natal é aplicada no pacote de medidas, que está a ser ultimado.

“Tivemos reuniões com a Associação de Comerciantes do Porto com quem estudámos medidas impulsionadoras de consumo no comércio do Porto”, informou esta manhã o presidente da Câmara, na reunião do Executivo Municipal, a propósito do debate dos apoios à atividade económica, que foram aprovados por unanimidade e que terão um impacto financeiro na autarquia na ordem dos 661 mil euros (isenções nas taxas municipais e redução adicional de 5% do IMI, incluídas).

Rui Moreira defende que a primeira resposta tem de ser do Governo “porque foi quem decidiu o Estado de Emergência”, mas também diz que não vira as costas ao tecido económico local, e que, dentro do que é a disponibilidade financeira da autarquia, vai procurar dar novas respostas à crise que assola os pequenos comerciantes.

Sem entrar em grandes detalhes nas medidas, estudadas para a época natalícia, o autarca referiu que serão lançados “um conjunto de vouchers de desconto, que depois o comerciante redime junto da autarquia”. Uma ação que se dirige ao comércio de rua com dimensão máxima dos espaços até aos 250 metros quadrados, esclareceu.

Além disso, depois de auscultada a direção da Associação de Comerciantes do Porto foi igualmente decidido que “a verba da Árvore de Natal [que este ano não será montada à frente da Câmara Municipal] vai entrar neste bolo”, acrescentou Rui Moreira.

O vereador da Economia, Turismo e Comércio, Ricardo Valente, explicou ainda que o programa do Município, desenhado em conjunto com a associação e com a empresa municipal Ágora, será levado a votação na reunião de Executivo Municipal da próxima segunda-feira, dia 7 de dezembro, estando neste momento a ser ultimado.

“A Câmara vai fazer o seu papel, mas os portuenses também têm de fazer o seu papel”, afirmou Ricardo Valente, sublinhando que, neste particular, a autarquia vai igualmente lançar uma campanha de comunicação, precisamente para sensibilizar as pessoas a comprarem as suas prendas de Natal no comércio tradicional de rua do Porto.