Sociedade

Município do Porto com performance exemplar na redução da dívida

  • Notícia

    Notícia

#mno_ribeira_vista_rio_01.jpg

O Porto reduziu, em 2016, o seu passivo em cerca de 50%,
sendo o município de grande dimensão da zona Norte e o segundo do país com a
melhor prestação de contas. A avaliação é do Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses de 2016, um documento que traça a radiografia da saúde financeira
das 308 câmaras e empresas municipais.


O executivo liderado por Rui Moreira liquidou no ano passado
metade da dívida da sua autarquia, num total de 46,5 milhões, classificando-se
em segundo lugar a nível nacional neste parâmetro, num ranking encabeçado pela câmara
de Sintra.


Quanto aos municípios com maior independência financeira
(percentagem de receitas próprias em relação às receitas totais) o Porto
encontra-se no top 10, ocupando a sexta posição.


Estes dados constam da 13ª edição do Anuário dos Municípios,
divulgada ontem, uma publicação iniciada em 2005, com o apoio da Ordem dos
Contabilistas Certificados, em estreita colaboração com o Tribunal de Contas, o
Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade do Instituto Politécnico
do Cávado e do Ave e a Universidade do Minho.


As conclusões do relatório refletem vários indicadores orçamentais
(estrutura da receita cobrada, estrutura da despesa paga, e receita vs.
despesa) e financeiros (dívidas a terceiros, prazo médio de pagamentos, limite
da dívida total, resultados líquidos, operacionais e EBITDA), bem como o estudo
setor empresarial local.