Desporto

Município assume apoio à realização do Mundial de futebol enquanto cidade anfitriã

  • Porto.

  • Notícia

    Notícia

O Executivo municipal aprovou, na reunião desta segunda-feira, o apoio da autarquia à organização do Campeonato Mundial de Futebol, que decorrerá em Portugal, Espanha e Marrocos em 2030. Proposta condicionada à seleção do Porto como cidade anfitriã teve os votos contra do Bloco de Esquerda e da CDU.

O documento lembra que "o Porto tem a oportunidade de ser selecionada como uma das cidades anfitriãs do FIFA World Cup 203, atendendo ao facto de o Estádio do Dragão reunir as condições exigidas para poder receber um jogo dos quartos-de-final do campeonato".

Cumprindo o Acordo de Cidade Anfitriã e a Declaração Cidade Anfitriã, o Município será parte ativa na "organização e realização dos jogos e eventos" e na "assistência às atividades promocionais locais", deverá ser "diligente na concessão de licenças e autorizações", "tornar as instalações e espaços públicos tão atraentes quanto possível", garantir "a cooperação na implementação de uma estratégia de transporte e mobilidade" e "o apoio ao programa de voluntariado".

Estão, ainda, plasmadas questões como a cooperação "com as autoridades em todas as questões de segurança, sendo responsável pelos custos e despesas incorridos", a cooperação na implementação de "um serviço médico abrangente e integrado e proteção civil", a promoção ativa da competição e o apoio na "prestação de serviços de acolhimento de visitantes".

Caso seja selecionada como anfitriã, a cidade terá, ainda um "FIFA Fan Festival", em, pelo menos, dois locais.

Considerando o "manifesto interesse público municipal", a proposta, assinada pela vereadora do Desporto, Catarina Araújo, reforça que "a associação da cidade do Porto à organização do FIFA World Cup 2030 afigura-se suscetível de promover um importantíssimo desenvolvimento do concelho, nomeadamente ao nível desportivo, social, cultural e económico-financeiro".

Na reunião, o presidente da Câmara lembrou que esta proposta trará "implicações para lá deste mandato", mas que se trata de uma necessidade de assunção de compromisso à presente data.

As vereadoras do Bloco de Esquerda e da CDU mostraram-se contra este apoio, justificando que os partidos se opõem à organização do Campeonato do Mundial por Marrocos, que consideram um país "ocupante [do Sahara Ocidental]" e "cujas práticas não respeitam os direitos humanos".