Sociedade

Metro desliga máquinas de venda de títulos e validação deixa de ser obrigatória

O Metro do Porto vai seguir o exemplo da STCP e desativar a validação, bem como a venda de bilhetes. As duas operadoras, tal como a CP, estão a reforçar a desinfeção profunda dos veículos, no âmbito do combate ao coronavírus.

A partir desta quarta-feira, dia 18, "todas as máquinas de venda de títulos e todos os validadores da rede do Metro do Porto estão desligados", anunciou a empresa, explicando que "até indicação em contrário, o carregamento e a validação do Andante deixa de ser necessário e obrigatório".

A medida vai ao encontro da prática já adotada pela STCP para travar o avanço da CoVid-19, no seguimento da indicações do Governo, das autoridades de Saúde e da Câmara do Porto. Esta transportadora alterou já no passado sábado a forma de acesso ao interior dos autocarros e elétricos por parte dos passageiros, de modo a reduzir o contacto físico com os motoristas e a criar condições para que o serviço possa continuar a ser realizado:

> a entrada nos veículos passou a ser feita pela porta traseira

> não há venda a bordo

> o posto do motorista está isolado através de uma fita delimitadora

> "até novas orientações das entidades competentes", não há lugar a validações.

Desinfeção profunda e duradoura

Entretanto, foi anunciado também hoje que o Metro do Porto vai reforçar igualmente as medidas de higiene e desinfeção por causa da CoVid-19, nomeadamente com a aplicação - já iniciada - de um produto desinfectante que elimina o coronavírus e tem ação prolongada durante 30 dias no interior das composições e nas estações.

A CP - Comboios de Portugal anunciou também hoje, em comunicado, a utilização de um produto semelhante para desinfetar toda a sua frota, superior a mil veículos, numa operação mais aprofundada a partir desta quarta-feira e que visa todos os espaços comuns partilhados pelos passageiros, como bancos, varões, vidros, mesas ou compartimentos de bagagem e ainda as casas de banho e as salas de condução dos maquinistas.

Por sua vez, a STCP, que também já iniciara a desinfeção regular dos seus veículos, anunciou que, a partir de hoje, as suas medidas de prevenção da CoVid-19 incluem novas limitações nas Lojas Andante, designadamente a redução do horário de atendimento nas principais lojas e o atendimento de um cliente de cada vez. Saiba mais aqui.