Sociedade

Maratona de programação em pleno coração do Porto a 29 e 30 de outubro

  • Notícia

    Notícia

#fib_farfetch_04.jpg

A Avenida dos Aliados vai receber a primeira edição de um
Hackathon público, organizado pela Farfetch e a Câmara do Porto. A maratona de
programação, que decorrerá durante dois dias, quer reunir os melhores
developers em Portugal e irá atribuir ao vencedor um prémio no valor de 12.500
euros.


Cada vez mais na linha da frente no setor da inovação
tecnológica, a cidade do Porto prepara-se para receber, nos dias 29 e 30 de
outubro, uma iniciativa sem precedentes em Portugal.


Durante dois dias, a Avenida dos Aliados, em pleno coração
da cidade, vai transformar-se num laboratório vivo, reunindo os melhores
engenheiros e developers do país, numa maratona de 24 horas de programação
coorganizada pela Câmara do Porto e a gigante Farfetech, a maior empresa
tecnológica de origem portuguesa, presente em 130 países e atualmente cotada em
mil milhões de dólares.


Fundada pelo empreendedor portuense José Neves, a Farfetech
é hoje a segunda maior plataforma mundial de comércio online no segmento da
moda de luxo, preparando-se para recrutar em breve mais 160 profissionais para
as suas várias áreas.


Este primeiro hackathon público da Farfetech é, por isso,
uma oportunidade única para a empresa atrair o talento que procura. As inscrições estão abertas até 22 de outubro
e a melhor ideia será recompensada com 12.500 euros.


Os participantes devem formar equipas entre três a cinco
elementos e levar os seus laptops e todos os dispositivos de hardware que
possam necessitar. Não existem requisitos académicos ou tecnológicos. À prova
estarão o talento e a capacidade de criar soluções inovadoras tecnológicas
aplicáveis à indústria de moda.


"Queremos criar uma experiência diferente no coração da
cidade, envolver todos os participantes com a nossa tecnologia e impulsionar o
Porto como uma cidade tech", afirma Cipriano Sousa, Chief Technology Officer
(CTO) da Farfetch.


"O hackathon é a melhor forma de darmos a conhecer essa
realidade e de estimular a comunidade a apresentar ideias e soluções
tecnológicas para os diferentes desafios que temos. Vai ser um evento especial
a acontecer numa das mais icónicas avenidas de Portugal", sublinha.


Coorganizadora do evento, através dos seus pelouros da
Economia e também da Inovação, a Câmara do Porto considera esta iniciativa "de
máxima relevância para a cidade, não só pelo seu elevado impacto para a
promoção da cidade em termos económicos, mas sobretudo porque representa a
visão estratégica da autarquia em termos de inovação", explica Filipe Araújo,
vereador do Pelouro de Inovação da Câmara do Porto.


"Esta nova estratégia, resumida no compromisso ScaleUp Porto, permite-nos apresentar a cidade como um
laboratório vivo, onde soluções de empresas podem ser testadas, dando resposta
a problemas concretos. É esse o caminho que estamos a trilhar, inovando para
criar emprego e ajudando todo este ecossistema a crescer de forma
sustentável.", frisou Filipe Araújo, um dos quatro elementos do júri que
selecionará a melhor ideia resultante deste hackathon público.

+info: Hackathon