Sociedade

Mais de 100 entidades na Feira do Livro do Porto 2017

Miguel Nogueira

A Feira do Livro do Porto, a realizar-se entre 1 e 17 de
setembro, volta a levar à Avenida das Tílias, nos Jardins do Palácio de
Cristal, mais de 100 entidades associadas ao setor editorial e livreiro. Há sete novos participantes e dois regressos.


 


Os 130 pavilhões do certame são ocupados por 11 entidades
institucionais, 60 editoras, 13 livrarias, 4 distribuidores e 20 alfarrabistas.


 


Entre as entidades presentes, contam-se várias estreias. São
novos participantes a Livros da Madeira, Kalandraka, Lello Editores, Lda., 20-20
Editora, 1870 Livros, Livraria do Simão, Narrativóbvia - Livros Antigos
e Alfarrabista Caldeira.


 


É ainda de destacar o regresso de dois participantes no
certame de 2015 e ausentes na edição do ano passado - a Braga Alfarrabista e a
Livraria Lumière.


 


Organizada pela Câmara do Porto, a Feira do Livro reinventou-se
há quatro anos, passando a ser uma tradição na vida cultural da cidade sempre em
setembro e nos Jardins do Palácio de Cristal. Às bancas de livros associa-se um
vasto programa educativo e de animação. Debates, sessões de spoken word, festival literário,
exposição de arte contemporânea, cinema e música, bem como as habituais sessões
de autógrafos, são algumas das iniciativas.


 


A atravessar a extensa agenda do certame deste ano, que será
divulgada nos próximos dias, está a homenagem a Sophia de Mello Breyner
Andresen. Momentos da poesia e da escrita ou a afixação de uma placa evocativa
na tília que lhe será dedicada, à semelhança do que foi feito em edições
anteriores relativamente a outros autores homenageados, serão formas de (re)encontrar
Sophia.