Cultura

La Fille Mal Gardée no Coliseu pela Escola de Ballet do Porto

  • Notícia

    Notícia

A Escola de Ballet do Porto apresenta o seu espetáculo anual de repertório clássico, no próximo dia 29, às 21,30 horas, no Coliseu, tendo escolhido desta vez o bailado "La Fille Mal Gardée" e o acompanhamento da Orquestra Sinfónica de Jovens de Santa Maria da Feira.

Sob direção artística de Cuca Anacoreta e condução do maestro Paulo Martins, "La Fille Mal Gardée" é um bailado alegre, campestre e muito vivo, com música de Ferdinand Hérold e arranjos de John Lanchbery, sendo a coreografia de Frederick Ashton.

Este espetáculo em três atos conta a história de uma camponesa chamada Lise e do seu amor por Colas, trabalhador da quinta onde vivia.

Sua mãe, a viúva Simone, deseja que Lise case com um rapaz rico. Para isso, Simone e Thomas, pai de Alain, organizam um piquenique com o objetivo de juntar os dois jovens.

Sucede que Alain é um rapaz mimado, patético, agarrado ao seu guarda-chuva e não atrai a bonita e alegre Lise. O piquenique é interrompido bruscamente por uma grande tempestade, mas todo este enredo tem um final feliz, pois Lise consegue ficar com o seu amado Colas.

"La Fille Mal Gardée" é uma história onde embarcam personagens como camponesas, ceifeiras, galo, galinhas, flores campestres, flautistas, passarinhos e muitos mais. É, também, um bailado que combina traços de ironia, com uma história encantadora de amor.

O espetáculo tem como convidada a Escola Domus Dança, na qual se destacam dois bailarinos principais: Diogo Oliveira, atualmente o jovem bailarino português mais premiado internacionalmente e que integrará em breve a Companhia de Ballet de São Francisco, EUA; e Frederico Loureiro, que foi já distinguido com vários convites, inclusive da Academia Bolshoi. 

Os bilhetes para "La Fille Mal Gardée" estão à venda no Coliseu do Porto e na Escola de Ballet do Porto.