Cultura

Jazz no Parque volta a sonorizar as tardes em Serralves

  • Porto.

  • Notícia

    Notícia

#fib_casa_serralves.jpg

Arranca na tarde deste sábado, dia 2 de julho, a 31.ª edição, a primeira do período pós pandemia, do Jazz no Parque, ao som da violinista Maria da Rocha e do quarteto encabeçado pelo trompetista Luís Vicente.

O cartaz desta edição programada pelo saxofonista Rodrigo Amado agrupa músicos que, para o programador, “são um paradigma de visão e independência, artistas que projetam forte a sua própria voz, expandindo as possibilidades da música para gerações futuras”, refere a Fundação de Serralves em comunicado.

Repartido por três fins de semana, dias 2, 9 e 16 de julho, o programa apresenta diferentes linhagens estéticas, gerações e nacionalidades. No dia 9, às 18 horas, o campo de ténis acolhe a atuação do Mette Rasmussen Trio North e a fechar o ciclo, no dia 16, estão programados mais dois concertos: às 16 horas, a Casa de Serralves recebe o projeto "Intimate Strangers" de Sara Serpa; e, às 18 horas, atua um trio que junta três jovens músicos nacionais: Ricardo Toscano (saxofone), João Barradas (acordeão) e João Pereira (bateria).

Os bilhetes diários do Jazz no Parque garantem acesso aos concertos no campo de ténis e aos concertos na Casa de Serralves, com admissão sujeita à ordem de chegada e limitada à lotação do espaço.