Cultura

Jazz no palco do Espaço Montepio

Seguindo a
sua habitual programação, a associação Porta-Jazz leva em abril sete concertos de jazz ao AV. Espaço Montepio,  na Avenida dos Aliados, nos fins de tarde de sábado (19 horas). O
primeiro concerto é já amanhã, dia 2, com o projeto Mano a Mano, de André e
Bruno Santos, dois dos mais refinados guitarristas portugueses. Os irmãos, que
se apresentam tanto em duo como com secção rítmica, vão tocar temas oriundos do
cancioneiro americano e da música popular brasileira.


A 9 de
abril, Mariana Vergueiro apresenta "Morning Rain", o seu disco de
estreia, acompanhada por Pedro Neves (piano), Bruno Macedo (guitarra), Nuno
Campos (contrabaixo) e Nuno Oliveira (bateria). A cantora emergente do panorama
portuense assina os seis temas originais do disco e ainda o arranjo de um
standard. O seu álbum tem como base formal o jazz, mas junta influências de
outros universos como os da música alternativa e indie.


O terceiro
fim de semana do mês terá jazz todos os dias. Logo na sexta-feira à noite, às
22 horas, Kiko revisita "Raw", considerado um dos álbuns mais
importantes do jazz vocal português, com a sua formação original. Pelo palco do
AV. Espaço Montepio vão passar temas de Tom Waits, Stevie Wonder, Laurent
Filipe e ainda vários standards intemporais americanos.


No dia
seguinte, 16 de abril, é a vez do guitarrista Alex Stuart apresentar o seu novo
álbum, "Place to Be", na Baixa portuense. Num concerto em que será
acompanhado por quatro músicos residentes em Portugal, este australiano sediado
em Paris vai exibir uma combinação de jazz contemporâneo, influências africanas
e sul-americanas, rock e pós-rock, música indiana e dos Balcãs, entre outras
influências.


No domingo,
a Porta-Jazz volta a abrir as portas do seu espaço a alunos de escolas de jazz.
Em mais uma edição da sua iniciativa "Porta Aberta", os combos do
Curso Profissional de Instrumentista de Jazz do Conservatório de Música da
Jobra vai mostrar numa atuação, a partir das 18 horas, o trabalho desenvolvido
ao longo dos últimos meses.


Novamente na
cidade, a convite da associação de músicos do Porto, o canadiano Jeffery Davis
será o nome que se segue. A 23 de abril, o vibrafonista apresenta um conjunto
de composições escrita para um quinteto que inclui José Soares (saxofone),
Óscar Graça (piano), Francisco Brito (contrabaixo) e Marcos Cavaleiro
(bateria). Jazz tradicional e música erudita (século XX e XXI) serão fundidos
entre momentos e planeados e improvisações.


Finalmente,
no último sábado do mês, dia 30, poderão assistir à performance de Travis
Reute, guitarrista e compositor americano já com um trabalho editado em seu
nome e várias participações. Em digressão pela Europa desafiou o saxofonista
portuense João Guimarães a um reencontro.


Todos os
concertos têm uma doação sugerida de cinco euros para o público em geral e de
três euros para membros da associação, exceto o do Conservatório de Música da
Jobra (entrada livre). E todos contam com o apoio da Câmara do Porto.