Sociedade

Galeria Vertical do Silo Auto inaugura nova exposição coletiva esta sexta-feira

Depois da sua abertura em dezembro do ano passado, com a
exposição "Questions of Relief", a Galeria Vertical do Silo Auto
recebe a sua segunda mostra artística esta sexta-feira, 31 de março.


Promovida pela empresa municipal PortoLazer e com curadoria de Luís Albuquerque Pinho e Luís Pinto Nunes, esta nova exposição, intitulada "

exposição/composição,
Variação nº2
" junta criações de Andreia Santana, Cristina Mateus, Fernando
José Pereira, Luís Luz, Maria Trabulo, Mauro Cerqueira e Vera Mota. Uma vez
mais, cada um dos sete patamares da escadaria do parque de estacionamento é
destinado a um artista.

 

A exposição, que estará patente no local até 25 de
junho, reúne sete visões distintas, traduzidas em peças tão diversas na
abordagem como nos materiais utilizados. O exercício de composição, a matriz, a
proliferação do uso da imagem (agnosia visual), o conceito de múltiplo, a
sintaxe relativa à construção de discurso enquanto código, o estudo da cor e da
luz enquanto forma, e a condição instável do objeto e a sua materialidade são
os temas que atravessam a mostra.

 

A acompanhar a inauguração na Galeria Vertical,
marcada para as 21,30 horas desta sexta-feira, será exposta no último piso do Silo Auto uma
instalação artística, concebida pelo Openfield Lab, que explora a relação
visual e sonora que o edifício estabelece com as pessoas e com a cidade. A banda-sonora
desta peça audiovisual resulta do material capturado e editado no workshop
"Epicentro", que a PortoLazer promoveu no local a 25 e 26 de março.

 

A partir das 23 horas, o público poderá ainda assistir
à performance musical "SINØ", que complementa a instalação, com
atuações ao vivo.

 

O acesso para visitar "exposição/composição,
Variação nº2
" é livre.