Urbanismo

Festa da Arquitetura está de regresso no primeiro fim de semana de julho

  • Porto.

  • Notícia

    Notícia

#mno_open_house_2_09.jpg

Miguel Nogueira

Sob o tema "50 Anos a construir a liberdade" está de regresso, dias 6 e 7 de julho, o Open House Porto, já na sua nona edição. Este ano com 34 estreias distribuídas por 65 espaços arquitetónicos das cidades do Porto, Vila Nova de Gaia, Matosinhos e Maia.

"Num ano em que se comemoram os 50 anos da Democracia, a Casa da Arquitetura [em Matosinhos], desafiou as curadoras a pensar em espaços-modelo neste processo de construção da democratização. […] A Arquitetura foi um instrumento de concretização dos princípios da Democracia", explicou o diretor executivo da Casa da Arquitetura, Nuno Sampaio, na conferência de imprensa de apresentação da programação.

Esta edição tem a curadoria de Teresa Novais e Margarida Quintã, que pensaram numa programação assente em nove temas: Democracia, Habitação, Educação, Saúde, Cultura, Mobilidade, Reutilização, Ecologia e Comunidade.

Na companhia de cerca de meia centena de especialistas e à volta de 300 voluntários, as portas da arquitetura de iniciativa pública realizada nos últimos 50 anos abrem-se nas quatro cidades Open House Porto, acompanhadas por um conjunto de atividades destinadas a todos os públicos, promovidas quer pelo Serviço Educativo da Casa da Arquitetura, quer por um conjunto de parceiros que quiseram associar-se à festa da arquitetura.

mno_visita_obra_matadouro_36.jpg

Entre as 34 estreias de espaços arquitetónicos que vai ser possível visitar nos dois dias, gratuitamente, contam-se 14 na cidade do Porto: Galeria Municipal do Porto, M-odu (Antigo Matadouro do Porto), área lúdica da Ala Pediátrica Hospital de S. João, Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, Cooperativa da Prelada, Ala Álvaro Siza do Museu de Serralves, Torres Vermelhas da Pasteleira, Corredor Saudável de Campanhã, Residência Universitária Ventura Terra, Cooperativa de Habitação de Massarelos, reabilitação exterior Bairro Monte da Bela, Escola Secundária Alexandre Herculano, escadas do Monte dos Judeus e a Linha Rosa do Metro do Porto.

Quanto aos espaços "repetentes", a lista contempla 18 espaços da cidade: Câmara Municipal do Porto, Biblioteca Municipal Almeida Garrett, Mercado do Bolhão, Terminal Intermodal de Campanhã, Antiga Casa da Câmara (Torre dos 24), Faculdade de Economia da Universidade do Porto, I3S - Instituto de Investigação e Inovação em Saúde, Cooperativas de Aldoar, Residência Universitária Campo Alegre I, Casa da Música, Centro Comunitário São Cirilo, Escola Superior Artística do Porto, Casa 61 - Bairro da Bouça, Casa 44 - Bairro da Bouça, Albergue D. Margarida Sousa Dias, Ilha de São Vitor, lavadouros, sanitários e balneários de S. Nicolau e Funicular dos Guindais.

Nesta 9.ª edição estão programados três tipos de visitas: visitas livres, visitas acompanhadas pelos mais de 300 voluntários e as visitas em que 50 especialistas (entre arquitetos, historiadores e professores) vão poder explicar o edifício, tanto a nível exterior como interior, aos visitantes.

#mno_open_house_2_01.jpg

O Open House Porto é organizado e produzido pela Casa da Arquitectura com a parceria estratégica dos municípios do Porto, Vila Nova de Gaia, Matosinhos e Maia. É um caso ímpar no mundo em que quatro cidades se unem para o evento enquanto território único. Desde a edição inaugural, em 2015, até hoje, já registou mais de 180 mil visitas.