Sociedade

Estação de São Bento acolhe maratona de abraços a favor de uma boa causa

A Estação Ferroviária
de São Bento vai estar aberta na noite de sexta-feira para sábado para acolher
uma iniciativa de apoio à associação Abraço promovida por um
"enfermeiro-atleta" que se propõe "trocar" abraços por
donativos.


O evento
chama-se "O Duarte Gil vai abraçar a Abraço" e o objetivo é "recolher
fundos que reverterão para a área do Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) e
Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA) e sensibilizar quem passa para o
facto de um abraço não contaminar ninguém", disse à agência Lusa o
promotor da ideia, Duarte Gil Barbosa.


Conhecido
como "enfermeiro-atleta" - quer pela sua profissão, quer pelo facto
de participar em corridas e provas, muitas delas com caráter solidário - Duarte
Gil Barbosa vai estar na estação ferroviária do Porto das 13,00 de sexta-feira
até às 13,00 horas de sábado a "dar e receber abraços", pedindo por
cada 1€.


"Foi
pedida uma autorização especial à CP [Comboios de Portugal] para que a estação
estivesse aberta durante a noite e o meu grande objetivo é conseguir verbas
para que a Abraço desenvolva a sua ação, que é tão importante. Sei que muitas
pessoas poderão nem dar 1€, mas outras podem doar mais. Fico muito contente se
chegar aos 5.000 abraços, 5.000 euros", partilhou o "enferimeiro-atleta".


Duarte Gil
Barbosa trabalha no Hospital de São João, onde muitas vezes acolhe pessoas com
SIDA ou VIH, tendo notado que "existem preconceitos até por parte de
colegas e profissionais da área".


O
enfermeiro - que em setembro do ano passado se propôs percorrer 200 quilómetros
e doar 1€ por cada mil metros percorridos à Associação do Porto de Paralisia
Cerebral (APPC) - quer com a nova iniciativa mostrar "que se pode abraçar
qualquer pessoa, seja rica ou pobre, branca ou preta, perfumada ou não".



preciso desmistificar estas coisas, abolir tabus, distribuir informação. Ainda
há muito a ideia de que a SIDA e o VIH estão relacionados com homossexuais e
toxicodependentes e isso provoca discriminação", referiu Duarte Gil
Barbosa.


Além da
troca de abraços, ao longo das 24 horas haverá na estação atividades
dinamizadas por amigos e convidados do promotor da ideia e da Abraço. Por
exemplo, na sexta-feira de tarde, atuará a escola de artes circenses SALTO -
International Circus School e a artista Marcelline Twist. No sábado de manhã,
Alexandra Ferreira, enfermeira e professora de yoga, dinamizará sessões abertas
de meditação. Na reta final da iniciativa, atuará o projeto musical Batucada
Radical.