Cultura

Escolas de Teatro do TNSJ apresentam "...e pensávamos que éramos imortais"

A iniciativa Escolas de Teatro do Teatro Nacional de São João (TNSJ) apresenta, de hoje até quinta-feira, um novo espetáculo no Mosteiro de São Bento da Vitória (MSBV): "...e pensávamos que éramos imortais". Trata-se de um exercício preparado pelos alunos finalistas de teatro da Escola Superior Artística do Porto (ESAP), que destaca a obra do dramaturgo argentino Osvaldo Dragún (1929-1999) e conta com encenação e dramaturgia de Roberto Merino.

Com apresentação às 21 horas de hoje e de quinta-feira e às 19 horas de quarta-feira, "...e pensávamos que éramos imortais" baseia-se na obra "Histórias para Serem Contadas" (1956) de Dragún, um dos nomes mais marcantes do Teatro Abierto - movimento cultural nascido no início da década de oitenta contra a ditadura militar argentina. 

A obra retrata homens comuns que circulam na rua, perdidos em Buenos Aires, vítimas de injustiças ou simplesmente reféns da solidão. 

Estas apresentações, que contam com a participação de vários músicos, inserem-se na iniciativa Escolas de Teatro que, a 1 e 2 de julho, levou ao MSBV 46 atuações de jovens alunos do terceiro ano dos cursos de Teatro e de Dança do Balleteatro - a PAP Balleteatro.

Tendo como parceiros o Balleteatro e a ESAP, o TNSJ pretende, com este tipo de iniciativas, criar laços com as novas gerações. Esta é, por isso, uma forma diferente e enriquecedora de alimentar, mas também de cimentar, os projetos dos novos intérpretes e criadores de teatro, ao proporcionar uma experiência profissional durante o período curricular.

Os bilhetes têm um custo de cinco euros.